• Hoje é: quarta-feira, setembro 18, 2019

Vinda de refugiados não exigirão despesas ao Município

Olá Jornal
junho01/ 2019

Venâncio Aires foi selecionado para receber duas famílias de refugiados. Os moradores são de El Salvador, país que enfrenta crise de segurança e econômica desde 2014. O Município receberá os imigrantes a partir de uma entidade da região metropolitana, selecionada pelo Ministério da Justiça. As despesas para a estruturação na cidade são de responsabilidade da Associação Antônio Vieira- Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados, de São Leopoldo, que pagará aluguel e garantirá bolsa-auxílio de R$ 170 por membro da família.

A Prefeitura de Venâncio Aires será responsável por cadastrar os membros das famílias em programas sociais e no Sistema Único de Saúde. Além disso, as crianças ingressam na rede pública de ensino. A entidade responsável também garante às famílias cursos de línguas, para melhor adaptação na cidade.

Esta é a primeira vez que o Governo Federal organizou uma operação de interiorização dos imigrantes que chegam às fronteiras do Brasil. A estratégia é pensada pelo Ministério da Justiça, em parceria com a Confederação Nacional dos Municípios e organismos das Nações Unidas. O programa disponibiliza um pacote de benefícios que abrange as políticas, estratégias e programas sociais aos Municípios que aderirem ao Termo de Adesão. O pacote também inclui os projetos estruturantes para dar apoio à gestão municipal no processo de inserção social e profissional dos migrantes no novo lar.

PARCERIA
O coordenador técnico da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social, Jeferson Ferreira, destacou que a pasta também se envolverá nas políticas de parceria com a comunidade venâncio-airense. “Nosso envolvimento também será para apoiar ações em prol destas famílias. Isso é importante para garantir a melhor inserção na comunidade do nosso município e por isso vamos promover ações.”

CAPACITAÇÃO
De 13 a 18 de maio, dois servidores da Secretaria de Habitação e Desenvolvimento Social estiveram em Seatle e Salt Lake City, nos Estados Unidos, participando de uma capacitação sobre o “Envolvimento da Comunidade na Integração de Refugiados”, organizada pelo Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) no Brasil e pelo International Rescue Committee nos Estados Unidos, com todos os custos de vôos e hospedagens cobertos pela ACNUR.

A Assistente Social, Daiane Fuhr e Jeferson Ferreira participaram de extensa programação e foram recepcionados, juntamente com mais outros nove brasileiros, pelo Representante do ACNUR no Brasil, José Egas, pela Diretora Sênior de Reassentamento e Processamento do IRC, Robin Dunn Marcos, pelo Diretor Executivo do IRC em Seatle, Nicky Smith, pela Secretária Nacional de Justiça e Presidente do Comitê Nacional para Refugiados, Maria Hilda Marsiaj e pelo Coordenador Geral do Comitê Nacional para Refugiados, Bernardo de Almeida Tannuri Laferté.

FOTO: Leandro Osório/AI PMVA