Vigilância Sanitária capacita voluntários para ação de dedetização nas ruas de Venâncio Aires

Olá Jornal
dezembro07/ 2019

Na próxima semana, cerca de 30 voluntários serão capacitados para uma ação de dedetização contra as baratas nas ruas das áreas centrais do Município. Nesta primeira ação, o perímetro de trabalho é da Rua Coronel Agra até Emílio Selbach e da Rua dos Expedicionários até a Pedro Grunhauser.

Na quarta-feira, 11, a partir das 18h na sala de reuniões do Gabinete, o grupo de voluntários fará um encontro para receber instruções e treinamento com a técnica de Segurança do Trabalho do município onde será também entregue EPIs. Cada dupla receberá um percurso e sairá para executar sua meta.

De acordo com o Coordenador da Vigilância Sanitária, Éverton Notti, “utilizaremos o mesmo produto que foi autorizado pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) e Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM) no verão passado. O produto em gel insolúvel em água tem ótima atratividade junto às baratas. Ele não se dispersa no ambiente e não gera ação repelente fazendo, por exemplo, com que as baratas saiam dos bueiros para dentro das residências e comércio, em fuga ao produto aplicado. E por ser insolúvel, ou seja, não se dissolve em água, não corremos o risco de contaminar nossa fonte de água com agrotóxicos, uma de nossas maiores preocupações”, ressalta.

Essa atividade será realizada conforme a Portaria Nº 361/2013 e Nota Técnica SES/CEVS/DVAS Nº 01/2013. Portaria que impede a contratação de empresas de controle de vetores e pragas em logradouros públicos, sendo este o motivo da mobilização de servidores, capacitando-os para isto.

Notti destaca também, que o controle de vetores e pragas urbanas compreende o manejo permanente e integrado dos ambientes, incluindo ações de saneamento básico e infraestrutura urbana. “Devemos compartilhar o controle de pragas urbanas com todos os munícipes mantendo nossos ambientes limpos, sem acúmulos de materiais em desuso e descarte ilegal de lixo e, principalmente, não fazer ligações ilegais de esgoto na rede pluvial; medida que cria o meio ideal para a proliferação das pragas. Galerias pluviais com esgoto, propiciam alimento, abrigo e água, condições ideais para a perenidade destas pragas em nosso convívio diário.

CRÉDITO: AI PMVA