Vereadores rejeitam venda de área verde no bairro Cidade Alta

Olá Jornal
dezembro14/ 2019

O principal projeto de lei votado nesta segunda-feira, 12, na comunidade de Linha Cerrito, durante sessão interiorizada, envolveu autorização para colocar à venda uma área verde localizada no bairro Cidade Alta. A medida dependia de aprovação na Câmara de Vereadores, porém, apenas dois parlamentares foram favoráveis.

Votaram contra: André Puthin (MDB), Izaura Bergmann Landim (MDB), Ciro Fernandes (PSC), Sid Ferreira (PDT,) Ana Cláudia do Amaral Teixeira (PDT), Tiago Quintana (PDT), Nelsoir Battisti (PSD), Clécio Espíndola (PTB), Gilberto dos Santos (PTB), José da Rosa (PSD) e Helena da Rosa (MDB). Favoráveis votaram somente a vereadora Sandra Wagner (PSB) e Ezequiel Stahl (PTB). O vereador Adelânio Ruppenthal (PSB) não esteve na sessão.
A líder de governo destacou que a venda do imóvel teria parte dos recursos aplicados também na ajuda financeira do Hospital São Sebastião Mártir. “Esta área, apesar de contar com alguns cuidados da comunidade, possui apenas um acesso e se a venda for concluída poderemos destinar 25% do valor para o HSSM,” explicou Sandra.

Em contraponto, Nelsoir Battisti (PSD), destacou que a venda não é unânime entre os moradores da região. “Os moradores daquela região merecem melhorias na área verde, já que teriam a perda deste espaço. Quem tem interesse em comprar, quer deixar um espaço para a comunidade, mas isso precisa estar na legislação. Podemos conversar para mudar ou alterar a lei.”

O terreno possui 2.739,9 metros quadrados e tem avaliação de R$ 610 mil. A venda precisava de aprovação da Câmara de Vereadores. Ao longo dos últimos anos a Prefeitura de Venâncio Aires tem disponibilizado áreas públicas para venda, em função da situação orçamentária. Entretanto, por conta da desaceleração econômica, alguns terrenos não possuem interessados. O lote atual possui acesso pela rua Osmar Armindo Puthin. O Município deve refazer a legislação e encaminhar para votação em 2020.