• Hoje é: sexta-feira, novembro 22, 2019

Vereadora Helena propõe divulgação de lista dos medicamentos em falta

Olá Jornal
fevereiro28/ 2018

Diante das constantes e antigas polêmica sobre falta de medicamentos na Rede Pública de Venâncio Aires, assunto que nesta semana voltou a ser debatido na Câmara de Vereadores, a vereadora Helena Beatris da Rosa (PMDB), protocolou uma Indicação ao Poder Executivo, para que listas públicas com a relação de medicamentos em falta na rede, sejam fixadas na Farmácia Municipal, nas Unidades Básicas de Saúde e Estratégias de Saúde da Família, como também no site doa Prefeitura. Conforme a vereadora, a iniciativa facilitaria a vida dos pacientes que fazem uso de remédios nestes pontos, garantindo mais transparência e eficiência ao serviço público.

Helena destaca que o problema da falta de medicamentos não é fato novo, mas um problema registrado em administrações passadas e muitas vezes, por problemas nas distribuidoras dos produtos, por falta de fornecedores que se habilitam nos processos de licitação, ou ainda por atraso de repasses por parte dos governos estadual e federal. “A divulgação de listas de remédios em falta é uma ação simples, mas que vai ajudar pacientes e familiares que se dirigem, muitas vezes do interior ou de bairros mais afastados, para buscar o medicamento, os quais podem não estar disponíveis naquele dia. Estando a relação no site ou nos postos de saúde, já fica mais fácil para as pessoas se organizarem e não perderem tempo, nem dinheiro com o deslocamento em vão até os locais para a busca pelos remédios”, justifica Helena.

FILA

Também relacionado a retirada de medicamentos nas unidades públicas de saúde, a parlamentar encaminhou Pedido de Providências ao Executivo, solicitando que seja disponibilizada uma fila especial para idosos e pessoas portadoras de problemas crônicos de saúde. Conforme Helena, a solicitação é feita a partir da constatação da existência de fila única para este atendimento. “Acredito que pessoas idosas e também aquelas que tem problemas crônicos de saúde, deveriam ter atendimento ainda mais agilizado, tendo em vista a situação de cada uma. É mais uma ação simples e que já deveria acontecer. É uma questão de respeito até”, diz ela.

CRÉDITO: AI Vereadora Helena da Rosa (PMDB)