• Hoje é: sexta-feira, julho 21, 2017

Vereador Sid quer retomar mobilização pela duplicação da RSC 453

Guilherme Siebeneichler
junho16/ 2017

Assim como acontece entre lideranças do Vale do Rio Pardo, que se mobilizam em busca da duplicação da RSC 287, trecho entre Tabaí e Santa Maria, o Vale do Taquari também quer levantar a bandeira da duplicação da RSC 453, entre Muçum e Venâncio Aires. Durante encontro na última quarta-feira, 14, entre o vereador Sidnei Luiz Ferreira (Sid), o presidente do PDT local e ex-prefeito de Venâncio Aires, Airton Artus, e o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, o assunto foi debatido como alternativa importante para a diversificação econômica e o desenvolvimento dos municípios da região.

            A reunião ocorreu no gabinete do prefeito de Lajeado e foi solicitada pelo vereador venâncio-airense, que busca informações sobre o estudo de duplicação do trecho, pago ainda em 2014 pelos sete municípios lindeiros a obra (Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Encantado, Lajeado, Mato Leitão, Muçum e Venâncio Aires).

Na presença do chefe do setor de Projetos Especiais da Prefeitura de Lajeado, Isidoro Fornari, o grupo debateu a importância da obra e da união regional em torno das melhorias em infraestrutura. Diante do protagonismo econômico de Lajeado, o prefeito Marcelo Caumo prometeu liderar os municípios do Vale do Taquari e agendou, para a próxima semana, encontro com o prefeito de Santa Cruz do Sul, Telmo Kirst, que lidera o Vale do Rio Pardo na outra rodovia que dá acesso à Venâncio Aires.

O vereador, que há tempo denuncia os problemas de trânsito da RSC 453, especialmente no perímetro urbano que corta a Capital do Chimarrão e o trevo de acesso ao bairro Coronel Brito, acredita que a duplicação seria a solução ideal, com a readequação de todos os trevos e rotatórias. “Sabemos que se trata de um investimento alto, mas a região precisa projetar o seu desenvolvimento de forma adequada”, destaca o vereador. Enquanto isso, ele aguarda a instalação da sinaleira já anunciada pelo Executivo de Venâncio Aires na rodovia sob concessão da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR).

As manifestações regionais pela duplicação da RSC-453, trajeto entre Venâncio Aires e Muçum começaram em outubro de 2011, numa iniciativa do município de Arroio do Meio. Ao todo são 70,3 km de extensão. A preocupação é que, com o pré-projeto já concluído, a mobilização pela obra não cesse em razão da alteração no poder político das prefeituras da região.

CRÉDITO: Singular Comunicação