• Hoje é: sexta-feira, setembro 21, 2018

Venâncio fica de fora da primeira etapa do Cartão Reforma

Guilherme Siebeneichler
agosto01/ 2017

No início da atual gestão municipal, o prefeito Giovane Wickert (PSB) pediu a colaboração de todas as secretarias para agilizar documentos e garantir participação em um novo programa federal. O Cartão Reforma era anunciada, ainda que sem detalhes, para municípios, com a possibilidade de melhorias para residências populares. Porém, nesta primeira etapa, a Capital do Chimarrão ficou de fora, segundo informação do Ministério das Cidades.

Nesta semana o governo liberou a lista de cidades que terão acesso ao benefício voltado a melhorias em imóveis populares. A proposta é de reaquecer o setor da construção civil. Entretanto, o valor médio de investimento por beneficiário é de R$ 5 mil. Devem ser atingidas neste primeiro momento 150 mil famílias. O programa vai disponibilizar até R$ 500 milhões para os que possuem renda de até R$ 1,8 mil.

Apesar de Venâncio Aires ter 222 imóveis aptos a receber os recursos, segundo levantamento da União, a cidade está fora do programa, neste primeiro momento. Os dados levam em consideração o número de casas que são ocupadas por mais famílias (55), sem banheiro exclusivo (59) e sem qualquer tipo de tratamento de esgoto (108).

ESTADO
No Rio Grande do Sul apenas 11 municípios foram contemplados com o programa anunciado pelo presidente Michel Temer (PMDB), ainda em novembro passado. Em território gaúcho até 6,3 mil imóveis terão condições de acessar o programa. A União promete uma segunda etapa do benefício no próximo semestre.

PROGRAMA
Os participantes devem ser maiores de 18 anos ou emancipados, residirem no local da reforma, em área regularizada. O morador deverá ficar responsável pela mão de obra e até poderá receber o benefício mais de uma vez, desde que não ultrapasse o limite total de R$ 9.646,07. Os contemplados receberão visitas constantes de profissionais da área técnica para vistoria.