• Hoje é: sábado, abril 21, 2018

Venâncio deixa a liderança de ranking do suicídio

Janine Niedermeyer
agosto31/ 2016

A Capital do Chimarrão guarda na nossa história um ranking nada agradável. Liderava os índices de suicídio no país, nos últimos 10 anos. Após ações buscando identificar e ajudar pessoas, Venâncio Aires deixou de ocupar o topo da lista.

De fato, os números de casos no município se mantêm ao longo dos últimos cinco anos, porém, cidades como Arroio do Meio, Travesseiro e Capitão, no Vale do Taquari, apresentam uma das taxas mais altas do país. Venâncio Aires em 1995 tinha 37,2 casos de suicídio por 100 mil, quando era o maior em todo o Brasil.

Os esforços em saúde pública e avanços na identificação da doença podem ter colaborado com a redução.
Em 2013 a Capital do Chimarrão tinha um índice de 18,80 suicídios. A média de registros do tipo feitos na Delegacia de Polícia é de 15 casos por ano. A faixa de idade mais comum é dos 40 aos 60 anos.

Os casos de depressão são os principais motivadores, segundo relatório, porém, não há relação direta, segundo pesquisas. As três cidades do Vale do Taquari apresentam um índice próximo a 40 suicídios por 100 mil habitantes/ano. Para se ter ideia da gravidade da situação, a taxa do Brasil é de 5,8 para cada 100 mil habitantes/ano.

Venâncio Aires atualmente ocupa a posição de 15º no ranking, ficando atrás de Santa Cruz do Sul (11º), Tupanciretã (11º), Santiago (12º), Canguçu (13º), Lajeado (14º). Os dados são divulgados pelo sistema DataSus (banco de dados do governo federal) e pelo Mapa da Violência.

Mês especial

A coordenação do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) destaca que a prevenção segue sendo a principal medida de saúde. Convesas e identificação são ações que podem colaborar e diminuir o número de suicídios registrados.

A rede de saúde pública, como um todo, está focada em medidas de cura das doenças, porém, a promoção e prevenção devem ser as principais medidas para evitar novos casos. Com 1,8 mil pessoas em atendimento, o centro realiza ações buscando motivar a melhoria na vida dos seus pacientes.

Para isso, o tema ganhará destaque no próximo dia 10 de setembro, na praça da matriz. Entre 9h e
12h a equipe do CAPS promoverá ação especial do Setembro Amarelo de Prevenção ao Suicídio. Na oportunidade será realizada feira de artesanato, mateada e divulgação de informação para prevenir novos casos no município.

Leia a matéria completa na edição online ou impressa do Olá Jornal desta quarta-feira, 31.