• Hoje é: domingo, outubro 20, 2019

Venâncio-airense pagou no ano passado mais de R$ 39 milhões em impostos

Guilherme Siebeneichler
janeiro04/ 2017

A população de Venâncio Aires, ao longo de 2016, pagou R$ 39,9 milhões em impostos. O levantamento é realizado pelo Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo. A maior parte dos tributos estão relacionados ao consumo, por meio do ICMS e também o Imposto de Renda (IR). Na sequência aparecem as cobranças sobre propriedade e serviços.

O cálculo para acompanhamento do pagamento de tributos leva em consideração impostos incidentes sobre o salário, consumo, patrimônio e os pagos pelo empregador da iniciativa privada. Os brasileiros pagaram R$ 2,08 trilhões em tributos ao longo do ano passado.

Mesmo com a desaceleração da economia do país, o ritmo na diminuição da carga tributária não acompanhou a baixa. Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), ressalta que esse aumento não se deve a um consumo maior ou a uma melhora da economia, mas sim ao imposto arrecadado sobre a repatriação recente de recursos que estavam no exterior.

“Nos últimos dois anos, a economia caiu mais de 7%, o que resultaria em recuo na arrecadação. Não foi o que aconteceu, já que estamos com uma arrecadação quase igual a de 2015. Isso se explica pelo aumento da inflação: com preços mais altos, pagam-se também valores maiores em tributos, já que esses recaem sobre os preços finais”, explica.

O Impostômetro completou uma década no ano passado. O valor abrange o total de impostos, taxas e contribuições pagas pela população brasileira nos três níveis de governo (municipal, estadual e federal) desde 1º de janeiro de 2016. O objetivo da ferramenta é conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar os governos por serviços públicos de qualidade.

EM 2017 

Nestes quatro dias de janeiro de 2017 os venâncio-airenses já desembolsaram R$ 55,7 mil para o pagamento de impostos. Até o fim do mês a expectativa é de que a população pague em tributos R$ 400 mil.