Venâncio-airense lidera Juventude em busca do título Gaúcho de F. A.

Janine Niedermeyer
julho01/ 2017

A cidade de Santa Maria é sede neste sábado, 1º, da final do Campeonato Gaúcho de Futebol Americano. O estadual que tem crescido ano a ano, tanto em número de times como de público nas arquibancadas, chega a mais uma decisão. Em 2017 um reencontro, entre Juventude F. A. e Santa Maria Soldiers que disputaram o título no ano passado.

Os soldados são os atuais campeões e o fator casa pode ser o diferencial para conquistar mais uma taça, que está sendo denominada de SM Bowl. A partida no estádio Presidente Vargas inicia às 13h30min e uma das figuras centrais para mudar o favoritismo santa-mariense no lado da equipe da Serra Gaúcha é o venâncio-airense Eduardo Cauzzi.

Quarterback do Juventude, o atleta faz parte do elenco desde fevereiro de 2016 e exerce uma das principais funções em campo. O QB é o cérebro da equipe, pois todas jogadas passam pelo jogador. O Olá Jornal fez uma entrevista com o camisa 18, que você confere antes dessa final. Na última semana, na edição do dia 24, já havíamos conversado com Vinicius Bijagran, atleta venâncio-airense do Soldiers.

Olá Jornal – Ainda tem alguma ligação com Venâncio? Saiu cedo do município, pra morar em Caxias?
Eduardo Cauzzi – Saí muito cedo sim de Venâncio Aires, no entanto possuo vínculo grande ainda com a cidade pois tenho familiares na cidade. Meus avós, tios e meu afiliado residem em Venâncio e costumo periodicamente visitá-los. Eventualmente frequento também as festas tradicionais da cidade como a festa de São Sebastião Mártir e a Fenachim.

O que fazer de diferente da final de 2016, para agora superar o Soldiers?
Estamos tratando este jogo de maneira muito séria. Conhecemos melhor a equipe do Soldiers e procuraremos explorar melhor os seus pontos fracos para sairmos vitoriosos.

Qual avaliação dessa temporada, no estadual e o quais expectativas pro brasileiro?
Estamos na final e chegamos a ela de maneira invicta, como havíamos já estipulado. Queremos mais que sermos apenas os finalistas e, portanto, lutaremos para buscar este objetivo. Esperamos ter um grande rendimento no brasileiro. Classificando para os playoffs na região sul e disputando de igual para igual a vaga nos playoffs nacional.

Enquanto atleta, tem metas pessoais pra alcançar ainda dentro do futebol americano?
Minhas metas pessoais são de ser campeão das competições que disputar. Penso apenas nas conquistas coletivas, do time.

O que deixar de mensagem e como dica para o Bulldogs, que começa uma caminhada no futebol americano e que possa crescer enquanto equipe?
Futebol americano é um esporte complexo, com muitas facetas a serem desenvolvidas. O desenvolvimento de uma equipe requer muito investimento pessoal de muitas pessoas. O engajamento deve ser de todos os integrantes da equipe para evoluírem fisicamente, taticamente e tecnicamente. Deve haver muito comprometimento dos jogadores e aqueles que não estiverem dispostos a evoluir não devem fazer mais parte da equipe. A equipe deve trabalhar da maneira mais profissional possível.

Foto: Geremias Orlandi/ Divulgação