• Hoje é: terça-feira, janeiro 23, 2018

UPA registra crescimento de 12% nos atendimentos em 2017

Olá Jornal
janeiro04/ 2018

Inaugurada em 18 de junho de 2014, a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA 24h), localizada no Bairro Cruzeiro, tem sido uma das primeiras opções aos pacientes quando o assunto não é casos de extrema urgência.

É o que mostram os números apresentados no relatório do ano de 2017, que foi repassado pelo Superintendente Administrativo da casa de saúde, Rodrigo da Silva. De acordo com o relatório em 2017 foram 53 mil e 30 atendimentos, gerando um aumento de 12% em relação ao ano de 2016. Uma das questões a serem destacadas segundo o Superintendente é que não houveram aumento no quadro de funcionários, e nenhum acréscimo de repasses por parte do governo estadual e federal. “Tivemos um aumento considerável no último ano, mas mantivemos a mesma estrutura”, enfatiza Silva.

A UPA possui 1.223,52 m², e é mantida em parceria com a União, Estado e Município, totalizando um repasse de aproximadamente R$ 450mil mensal, e atualmente conta  com 35 médicos e 65 funcionários.

O ano de 2017 foi de avanços para a UPA. Em novembro a unidade recebeu a Consultora Técnica do Ministério da Saúde Fernanda Hamze, que realizou uma vistoria de requalificação. “Foi uma vistoria profunda, minuciosa, onde tudo foi observado, o fluxo da UPA, o perfil do paciente o nível de gravidade, como são atendidos” comenta o Superintendente.

Através dessa vistoria a UPA novamente se habilitou e garante o teto máximo de repasses federais e estaduais todo o mês garantindo atendimento à comunidade. “Temos qualidade no atendimento médico e resolutividade no nosso trabalho. Estamos conseguindo manter nossas metas, mesmo com a dificuldade nos repasses estaduais”, salienta Silva.

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DA UPA 24H EM 2017

53030 atendimentos em 2017

4420 atendimentos em média por mês

10242 atendimentos pediátricos totalizando 20%

5169 curativos

8557 raio x

644 urgências

766 remoções ao Hospital São Sebastião Mártir

REPASSE DE RECURSOS MENSAIS

FEDERAL: R$ 170 mil.

ESTADUAL: R$ 135 mil, Valor Atrasado á 3 meses

MUNICIPAL: Aproximadamente R$ 145 mil

CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

Atendimentos De Consulta Básica (Normais E Pouco Urgentes) – 89%

Amarelo (Urgente) – 8%

Vermelho (Emergência) – 3%

 

Crédito:Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing PMVA