• Hoje é: sexta-feira, dezembro 15, 2017

Treinamento e tecnologia beneficiam a fumicultura

Guilherme Siebeneichler
outubro28/ 2017

O uso da tecnologia tem contribuído para o desempenho também do homem do campo. O acesso facilitado às informações agililiza o trabalho no dia a dia e potencializa a capacitação para boas práticas. Exemplo disso é o que vem desenvolvendo a Philip Morris Brasil (PMB) com os fumicultores que possuem contratos de fornecimento de tabaco com a empresa, a partir do Portal do Produtor (www.produtorphilipmorris.com.br), que já recebeu mais de 200 mil visualizações, desde o seu lançamento. O conteúdo abrangente da ferramenta também pode ser acessado pelo aplicativo desenvolvido para as plataformas iOS, Android e Windows Phone.

Daniel André Muller, de Venâncio Aires (RS), possui contrato com a PMB há cinco anos e foi o primeiro a fazer o download do aplicativo. “Atualmente utilizo mais para contatar orientador e ver a previsão do tempo. Esse serviço é importante porque consegue evitar desperdícios de adubação e de aplicação de defensivos. Como é possível saber quando vai chover, deixo para fazer esse trabalho em outro dia”, afirma.

Nas áreas de acesso aberto, o Portal do Produtor traz informações sobre a PMB, cotação das principais commodities, previsão do tempo, produção e sustentabilidade na lavoura de tabaco, programa de reflorestamento – e uma central de notícias, com as principais novidades do setor. Outras seções do portal foram desenvolvidas exclusivamente para os produtores que possuem contratos de fornecimento de tabaco com a PMB. Essas áreas são acessíveis por login e senha exclusivos e funcionam como uma extensão dos serviços prestados pelos orientadores agrícolas da empresa. A partir dessa área do Portal, o fumicultor pode acessar remotamente os dados do seu contrato, consultar a tabela de preço do tabaco e insumos, verificar a agenda da propriedade e receber orientação técnica por meio do envio de mensagens para os orientadores agrícolas da PMB. Notificações automáticas do próprio aplicativo, enviadas para celulares cadastrados, ainda informam o produtor sobre a previsão do tempo e dia da visita técnica do orientador agrícola, além da agenda do Programa +Campo.

BOAS PRÁTICAS
Lançado há dois anos, o Programa +Campo já atingiu quase 7 mil pessoas, entre produtores, familiares com idade superior a 18 anos e trabalhadores rurais, nos Estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. O objetivo da iniciativa é promover a sustentabilidade da cadeia de produção agrícola, através do treinamento de boas práticas agrícolas entre os produtores que possuem contrato de fornecimento de tabaco com a PMB.

O Programa utiliza um veículo especialmente preparado para circular entre as propriedades rurais, com um conteúdo focado em técnicas corretas para aplicação de defensivos agrícolas e uso de equipamentos de proteção individual (EPI), entre outros fatores que garantem a segurança e a saúde também dos familiares e trabalhadores rurais na propriedade.

Um instrutor técnico é dedicado exclusivamente aos treinamentos, que são realizados em grupo e contam com a participação de até 20 produtores por encontro. Também são abordados temas como a utilização de lenha proveniente de fontes legais e sustentáveis, de forma a contribuir para a integridade do produto e a preservação do meio ambiente.

Belvoir de Oliveira Belo, de Vale do Sol (RS), possui contrato com a PMB há seis anos e afirma que “os produtores mais próximos foram convidados pelos orientadores para fazer uma reunião aqui em casa. O treinamento ajuda, e ajuda muito. Por mais experiência que o a gente possa ter, por mais anos de trabalho e conhecimento, sempre tem aquele detalhe que a gente acha que sabe. Mas quando coloca alguém para dar um curso, explicar, se vê que não sabemos tudo. Foi bem legal, muito bom mesmo”.

Em linha com resultados alcançados por estas iniciativas, outros projetos já estão sendo avaliados, para que PMB possa continuar apoiando os produtores rurais com inovações para suas atividades diárias. Algumas dessas iniciativas, inclusive, têm origem em sugestões dos próprios produtores, feitas através das novas ferramentas de comunicação.

“O nosso objetivo é trabalhar cada vez mais na relação entre produtores, com o objetivo de conscientizar os fumicultores sobre a importância da adoção de boas práticas agrícolas e, ao mesmo tempo, oferecer informações que façam diferença para o trabalho executado em suas propriedades”, afirma Gerson Assmann, Diretor de Tabaco da PMB.