• Hoje é: domingo, setembro 22, 2019

Trabalho em conjunto no combate à violência a menores

Janine Niedermeyer
maio18/ 2016

Para marcar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, durante esta quarta-feira, 18, a equipe ligada ao Conselho Tutelar de Venâncio Aires desenvolveu atividades na Travessa São Sebastião Mártir, em frente à Praça da Matriz.

Pela manhã, lideranças locais participaram da abertura, que contou com a presença do prefeito Airton Artus, juíza Maria Beatriz Londero Madeira e delegados Felipe Staub Cano e Vinícius Lourenço de Assunção. A iniciativa dos conselheiros tutelares Maria Roseli Henz, Olívio José Heinen, Aline Machado da Silva, Maria Izonete Bertram e Jane Jovita Canova tem por objetivo mostrar à comunidade o trabalho desenvolvido, em parceria com os órgãos de segurança, no combate ao abuso sexual da criança e do adolescente.

O prefeito Airton Artus destacou o esforço mútuo e pediu um envolvimento maior dos meios de comunicação. O chefe do Executivo enfatizou que campanhas objetivas em favor da conscientização da sociedade brasileira contra a violação dos direitos de crianças e adolescentes dariam maior resultado.

Os delegados Vinícius Assunção e Felipe Cano ressaltaram o trabalho em conjunto para que haja um aporte melhor para a causa. “Não podemos esmorecer”, disse Cano. “É preciso pulverizar essa ideia de violência”, completa Assunção.

A juíza Maria Beatriz Londero Madeira lembrou o motivo de saudar a data. Em 18 de maio de 1973 uma menina de oito anos foi violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Solicitou que haja prevenção por parte dos familiares e que também haja a denúncia em caso de exploração sexual contra menores.

O disque 100 é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. Funciona diariamente de 8h às 22h, inclusive nos fins de semana e feriados. “As denúncias são anônimas e é mantido sigilo absoluto”, reforça a juíza. Após um breve cerimonial, os conselheiros distribuíram adesivos e ímãs de geladeira com a frase “Faça Bonito. Proteja nossas crianças e adolescentes” e ainda o número de denúncia. (AI PMVA)

Foto: Rui Borgmann / AI PMVA