• Hoje é: segunda-feira, setembro 25, 2017

Trabalhar regionalmente é meta do Município para auxiliar APIVA

Guilherme Siebeneichler
setembro12/ 2017

A meta é reunir os municípios da região em torno do abate de peixes como saída para a Associação dos Psicultores de Venâncio Aires (APIVA) conseguir se readequear ao serviço no Entreposto de Pescado localizado em Vila Arlindo. O caminho foi apontado nesta tarde, 11, em um encontro que reuniu integrantes da Associação, o Prefeito Giovane Wickert, o Vice Celso Krämer e ainda o Secretário de Agricultura André Kaufmann.

As dificuldades do trabalho do grupo devido ao alto custo de legislação e também à concorência da venda de pescado por valor muito menor do que o dos psicultores levou ao fechamento temporário do abatedeouro. O entreposto abatia cerca de mil kg por semana e precisaria no mínimo abater 500kg por dia para conseguir arcar com todas as despesas.

Para que possa voltar a abater pesacados é preciso instalar um cilindro de lavagem de pescado e ainda instalar uma comunicação entre o congelamento e a estocagem. De acordo com Kaufamann o valor para o abatedouro se readequar fica em torno de R$30 mil. O restante que foi indicado no relatório de auditoria em estabelecimentos SISBI-SUSAF realizado no mês de junho já foram conquistados. “A Despolpadeira foi conquistada via uma emenda parlamentar e o climatizador que precisa para o funcionamento do equipamento foi enviado pelo Governo do Estado. Precisamos agora é instalar para que uma parte do apontamento seja solucionada”, explica o Secretário de Agricultura.

Para que o realmente haja o investimento, o grupo precisa garantir um número maior de abates, para isso, os gestores apontaram a questão regional como solução para a ativação do espaço. Venâncio Aires é a única cidade da região do Vale do Rio Pardo que possui um local apropriado para o abate, e por isso poderá ser utilizada de forma regional. A proposta seré levada pelo Prefeito na próxima reunião do Cisvale que ocorre no dia 22 em Santa Cruz do Sul.

Conforme Kaufmann, Secretários de outras cidades, como Vera Cruz, já estiveram em Venâncio Aires para conhecer o local e saber do funcionamento. Todos os Municípios possuem a mesma dificuldade para abater os pescados que produzem, e somente à Capital Nacional do Chimarrão têm o local para a realização do serviço. “Vamos levar esta pauta aos prefeitos do Consórcio e tenho certeza que para eles a ideia de utilizar o entreposto de forma regionalizada será uma solução, já que eles precisariam construir um local para abater os peixes. O custo é bem elevado e como para Venâncio Aires falta pouco para estar adequado é mais fácil nos unirmos também para a questão dos pescados”, disse Wickert.

O Prefeito que também é presidente do Cisvale convidou os integrantes da APIVA para comparecerem ao encontro do Consórcio para explanar a ideia aos demais gestores do Vale do Rio Pardo.

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA