• Hoje é: quarta-feira, junho 26, 2019

Trabalhadores serão conscientizados sobre perdas na Reforma da Previdência

Olá Jornal
março18/ 2019

Os trabalhadores de Venâncio Aires receberão nos próximos dias material de conscientização sobre os prejuízos que terão com a Reforma da Previdência. Trata-se de perdas imediatas, benefícios concedidos que serão cortados tão logo seja aprovada. A estimativa é de que sejam mais de R$ 11 milhões somente com o corte no abono do PIS.

O material assinado pelo Comitê Suprassindical será distribuído aos trabalhadores do campo e da cidade para que tomem conhecimento de que forma serão atingidos. O grupo formado pelos representantes das categorias do fumo, alimentação e afins, rurais, metalúrgicos e calçadistas

ganha ainda mais força com a adesão do sindicato dos comerciários que passa a integrar o comitê. O vice-presidente, Marcos Azeredo, e a diretora, Ariane Bernardes participaram da última reunião do comitê realizada nesta quinta-feira, 14, quando os dirigentes definiram as próximas ações.

Para Azeredo, a reforma prejudica diretamente o comércio tanto o trabalhador comerciário como o empresário com a redução do poder de compra da população. Ele afirma que cerca de 800 comerciários em Venâncio Aires serão atingidos com a perda do abono do PIS. “Estamos felizes em fazer parte do comitê que tem um papel importante na conscientização do trabalhador. Este é o nosso papel, onde tem luta dos trabalhadores nós estamos junto”.

MOBILIZAÇÃO

Além da panfletagem, as entidades estarão mobilizadas no dia 22 de março quando haverá uma ação nacional em defesa da previdência e da aposentadoria. Um posto de informações será montado na Praça Matriz durante todo o dia onde os dirigentes estarão distribuindo o material, além do comércio e das fábricas, e esclarecendo a população do que vai mudar caso a proposta da reforma seja aprovada. De acordo com a diretora do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sandra Wagner, o

momento é importante para acordar o trabalhador que não está se dando conta do quanto perderá. “É um dia de luta para levar esta informação pois afetará de imediato a vida do trabalhador. Por isso estamos unindo o campo e a cidade em favor dos trabalhadores.”