• Hoje é: quarta-feira, abril 25, 2018

Tarifa básica dos pedágios da EGR passará de R$ 5,20 para R$ 7

Guilherme Siebeneichler
setembro29/ 2017

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) vai reajustar em 34,61%, em média, os valores cobrados nas praças de pedágio do órgão. Com isso, a tarifa básica, que hoje é de R$ 5,20 em oito das 14 praças, passará a ser de R$ 7.

O reajuste entrará em vigor na virada deste domingo, 1° para segunda-feira, 02. Mais detalhes serão divulgados em entrevista coletiva, marcada para as 14h30min desta sexta-feira, na sede da companhia, em Porto Alegre. Na coletiva, a EGR também apresentará um plano de obras para os próximos seis anos, com investimentos previstos de R$ 1,1 bilhão.

Segundo a empresa, a defasagem nos valores atualmente cobrados varia de 81% a 88,7% e inviabiliza investimentos em grandes obras, como duplicações e ampliações de pista. Os percentuais referem-se à reposição da inflação medida pelo IPCA, em cálculo feito pela estatal.

 Criada em 2012 pelo então governador Tarso Genro (PT), a EGR administra pontos que eram controlados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) e por concessionárias cujos contratos chegaram ao fim e não foram renovados. No caso das três estruturas herdadas do Daer, as tarifas são idênticas desde 2006. Nas outras 11, os valores foram reduzidos em 2013, quando a empresa pública passou a ser responsável pelas praças, e, segundo a EGR, voltaram ao patamar de 2007.

À época, a queda nos valores foi bem recebida pela população, mas havia dúvidas sobre o impacto da redução na capacidade de investimento da EGR. Integrantes do governo reconheceram que, se houvesse exigência de maior rapidez em obras de médio e longo prazo, seria necessário aumentar tarifas, o que nunca ocorreu.