• Hoje é: sábado, dezembro 16, 2017

Souza Cruz destaca papel da mulher no gerenciamento da propriedade

Olá Jornal
novembro27/ 2017

A crescente atuação da mulher no agronegócio brasileiro pode ser comprovada com os números de registros de produtores de tabaco da Souza para a Safra 2017/2018: 10% dos contratos de integração com a empresa são assinados por mulheres. “Hoje a mulher está gerindo sua propriedade e fazendo negócios com visão de empreendedorismo. E a Souza Cruz, com sua visão de vanguarda e pioneirismo no Sistema Integrado de Produção de Tabaco, sempre incentivou isso”, destaca o diretor de Tabaco, Dimar Frozza.

Capacitar e treinar pessoas faz parte do DNA da empresa. E o crescimento no número de mulheres na liderança das propriedades pode ser atribuído ao forte investimento em cursos de capacitação e qualificação. Desde 2011, a Souza Cruz mantém uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) para treinamentos na Região Sul do Brasil. Com os programas Com Licença vou à luta e Mulher Atual, mais de 1,7 mil mulheres já foram capacitadas em empreendedorismo e gerenciamento da propriedade, elevando a auto-estima e fortalecendo o potencial pessoal e profissional.

Congresso

O protagonismo feminino foi tema, no mês de outubro, em São Paulo, do 2º Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio. A Souza Cruz se fez presente com produtoras de tabaco, onde uma mulher de cada estado da Região Sul participou do evento a convite da empresa. Alexandra Junkherr, da localidade de Reserva, interior de Santa Cruz do Sul (RS); Luciana Rengel, de Chapadão do Lageado (SC); e Sandra Elias, de Sítio dos Valérios 2, no interior de Rio Negro (PR), participaram dos dois dias de workshops práticos e painéis de debates conduzidos por acadêmicos e renomados profissionais do agronegócio. Entre os temas abordados, destaque para Liderança Integrada, Liderança Empreendedora, Criatividade e Cooperação, Agricultura Digital, Tecnologia e Genética, Sucessão, Crédito Rural e Cases de Sucesso.

“O Brasil tem muito potencial e a força da mulher será um diferencial. Hoje nos sentimos muito mais valorizadas e prontas para esse desafio”, destacou Alexandra, que representou as produtoras gaúchas. Para Sandra Elias, do Paraná, o evento foi uma oportunidade única. “Não tenho dúvidas de que vamos levar muito conhecimento para casa”, afirmou. Já a produtora catarinense, Luciana Rengel, acredita que eventos como esse incentivam as mulheres a pensar diferente.  “Precisamos ser atuantes dentro das propriedades, dar nossa contribuição para o desenvolvimento do agronegócio. Acredito que hoje temos um papel fundamental para alavancarmos o sucesso do negócio”, salientou.

Sobre a Souza Cruz:

Sediada no Rio de Janeiro, a Souza Cruz é uma das mais relevantes empresas do Brasil. Líder de mercado, atua desde o plantio do tabaco até a distribuição de cigarros, há 114 anos. É considerada uma força no varejo nacional e na exportação de tabaco. Sua cadeia produtiva mantém 6,5 mil colaboradores diretos, cerca de 200 mil empregos indiretos e 27 mil produtores rurais integrados de tabaco, que geram solução de renda para mais de 100 mil famílias no campo. Seus produtos chegam a 265 mil varejistas em quase 5.500 municípios, o que constitui a mais complexa e abrangente operação de distribuição da British American Tobacco (BAT), controladora da empresa.

CRÉDITO: Mariza Lorezoni