• Hoje é: sexta-feira, dezembro 15, 2017

Situação do transporte de pacientes é apresentada

Janine Niedermeyer
agosto11/ 2016

Para demostrar o investimento feito pelo Município no transporte de pacientes para tratamentos médicos, a secretária-adjunta de Saúde, Rosane da Rosa apresentou informações atualizadas aos vereadores de Venâncio Aires, na última sessão.

A utilização da tribuna livre ocorre após questionamentos sobre a falta de passe livre para pacientes que utilizam o serviço de hemodiálise.

Nesta segunda-feira, 8, a gestora destacou números do setor de saúde no município. Atualmente mais de 1,2 mil viagens são realizadas por mês para especialidades médicas, entre Venâncio, Santa Cruz e Porto Alegre, com maior frequência.

Conforme a pasta, são 10 pacientes atualmente de Venâncio Aires que necessitam de transporte para realizar os procedimentos de hemodiálise. Sendo 5 que recebem passagens de ônibus e outros 5 que são transportados por veículos do próprio município. “São pessoas com dificuldades de locomoção, para isso deslocamos ambulâncias que fazem este transporte,” explica Rosane.

A secretária-adjunta admite que podem ocorrer atrasos nos repasses de passagens aos pacientes, porém não é um situação rotineira no poder público local. “As vezes podem ocorrer atrasos de até 15 dias, mas depois conseguimos regularizar a entrega destas passagens,” destaca.

As passagens são destinadas a pacientes de baixa renda e que vivem no interior do municípios. Telmo Kist (PSD) que trouxe o problema para debate, salientou a necessidade de garantir o tratamento de hemodiálise, assim como das demais especialidades médicas. “É uma questão de vida, é preciso garantir este tipo de tratamento”.

INVESTIMENTOS

Rosane lembra que a prefeitura tem priorizado este tipo de investimento e destaque o controle de gastos é uma necessidade. “Há uma situação financeira agora, não há como assumir responsabilidades novas que depois não se pode pagar,” argumenta.

Mensalmente o Município investe R$ 20,8 mil na manutenção da frota de veículos da saúde, composta por duas vans, ambulâncias e carros menores. Para Porto Alegre são realizadas 616 viagens mensais. Outros 760 pacientes são transportados por mês para o hospital Ana Nery.

Foto – Guilherme Siebeneichler/ Olá Jornal