• Hoje é: segunda-feira, dezembro 9, 2019

Sem sinalização de mudanças no contingenciamento, IFSul prepara cortes

Olá Jornal
julho12/ 2019

Desde maio os Institutos Federais de Educação enfrentam problemas na execução de programação e novos investimentos, com contingenciamento de recursos feitos pelo Ministério da Educação. O IFSul em Venâncio Aires aguardava até a última semana o repasse de recursos para fechar em 62,9% o orçamento até o mês de julho, com isso, seria possível manter atividades sem cortes de serviços até o fim de setembro. Porém, o percentual não foi atingido e atualmente foram destinados 48% de R$ 1,8 milhão para o custeio da unidade venâncio-airense.

Frente a este cenário financeiro, a direção do educandário prepara medidas para cortar contratos e garantir o encerramento do ano com as atividades educacionais sem prejuízos aos mais de 600 alunos. Havia expectativa de equilibrar a situação orçamentária até o fim de junho, mas o congelamento de recursos feito pelo Governo Federal foi mantido e atinge 37,1% do orçamento de manutenção da instituição.

“Com esta situação já a partir de agosto devemos cortar os serviços terceirizados de limpeza do campus. Vamos manter para os próximos meses a garantia de quitar a água, energia e vigilância. Os demais contratos serão congelados, inclusive bolsas de extensão, participação em eventos e a redução na assistência estudantil,” explica o diretor do campus do IFSul de Venâncio, Cristian Oliveira Conceição.

O gestor do campus local destaca as dificuldades em gerir a instituição sem encaminhamentos para a regularidade orçamentária. “Em 11 anos, que estou no IFSul, nunca vi uma situação de tantas dúvidas. Não temos nem como planejar os próximos dias.”

ORÇAMENTO 2020
O planejamento inicial para a peça orçamentária de 2020 do campus venâncio-airense já foi elaborado e encaminhada ao Ministério da Educação (MEC). Anualmente o órgão federal efetua cortes. A direção de Venâncio encaminhou o orçamento com crescimento de 14%, porém, já preveem cortes drásticos neste planejamento. A expectativa é de garantir para o próximo ano, entre recursos para investimentos e custeio das atividades, mais de R$ 2,1 milhões.