Secretaria Municipal de Saúde confirma dois casos suspeitos de Coronavírus em Venâncio Aires

Olá Jornal
março16/ 2020

O secretário municipal de Saúde, Ramon Schwengber (PSB) confirmou na sessão da Câmara de Vereadores que há dois casos suspeitos do novo Coronavírus (Covid-19) em Venâncio Aires. Os exames foram realizados nesta segunda-feira, 16, pelo setor de Epidemiologia da Prefeitura. Conforme o gestor, os dois casos em investigação são de pessoas que estiveram em viagem no exterior e com contato com pessoas que estiveram em viagem nos últimos dias. Conforme o gestor seriam duas mulheres, que tiveram a coleta para os exames realizadas nas suas residências por equipes do Município. A solicitação por análise do quadro foi informada à rede municipal de saúde por volta das 17h.

Outra mulher também foi identificada, que teria realizado exames em Porto Alegre. A análise foi realizada na sexta-feira, 13 e informada pela Secretaria Estadual de Saúde. O setor de epidemiologia de Venâncio Aires identificou a paciente e notificou para quarentena.

A análise dos casos é feita pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen-RS), e o resultado deve sair em até 48 horas.

Na tribuna, Schwengber destacou as medidas e ações adotadas pelo Município para evitar a proliferação do vírus. “Estamos preparados e criamos um decreto buscando a prevenção. O momento é de atenção e proteção.” O gestor lembrou ainda que leitos do Hospital São Sebastião Mártir foram preparados para receber os pacientes com o vírus.

CASOS SUSPEITOS

Quem apresentar sintomas como tosse, coriza, dor de garganta, dificuldade para deglutir, febre, escarro, congestão nasal ou conjuntival deve comunicar pelo telefone 150 ou a Vigilância Epidemiológica no telefone 51 99799 6570. A coleta de material para os testes será realizada em casa. A recomendação é de realizar os primeiros exames por meio das equipes volantes da Secretaria Municipal de Saúde.

Apenas em casos onde hajam sintomas graves como falta de ar, extremidade arroxeadas, e febre alta, a recomendação é de que se procure atendimento na UPA e no hospital.