Secretaria de Desenvolvimento Social já identifica aumento na demanda por cestas básicas

Olá Jornal
abril02/ 2020

O mês de março já consta como o de maior demanda por cestas básicas garantidas por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Este trabalho passa por avaliação das famílias beneficiárias, com equipes de assistência social. Até o dia 30 mais de 50 unidades já haviam sido distribuídas. O volume é o dobro da média mensal, segundo a gestão da pasta municipal. Além da sede da secretaria, as cestas básicas são repassadas pelo Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) do bairro Battisti.

As determinações em todo o país, por conta do novo Coronavírus, o Covid-19, dificultam o acesso a fontes de renda, para profissionais autônomos e trabalhadores temporários. Com isso, a secretaria já prepara, junto com o Gabinete da Primeira-Dama formas de ampliar o acesso aos alimentos. A expectativa é de aumento na demanda nos próximos dois meses. Pessoas que necessitem do auxílio devem realizar cadastro na sede da secretaria ou no Cras do bairro Battisti.

“Será feito um cadastro e avaliação junto a equipe de assistência social. O momento atual vai exigir envolvimento de todos e a busca por garantir apoio às famílias que mais precisam. Junto com as campanhas e ações que já ocorrem no município, conseguiremos atender a demanda, que neste período será crescente,” destaca o assessor da pasta municipal, César Ersen.

AUXÍLIOS
Nos últimos dias a secretaria também registrou aumento de pedidos por informações para as novas formas de auxílios, anunciadas pelo Governo Federal. Entre elas está o repasse de R$ 600 para profissionais autônomos e Microempreendedores Individuais (Meis). Entretanto, estas medidas ainda dependem de sanção da Presidência da República. A proposta foi aprovada pelo Senado nesta segunda-feira, 30. As regras e determinações para quem obtiver as condições serão divulgadas posteriormente.