• Hoje é: quarta-feira, março 20, 2019

Saúde prepara campanha intensa de prevenção ao mosquito da dengue

Olá Jornal
março07/ 2019

A Secretaria Municipal de Saúde de Venâncio Aires finaliza o planejamento de uma grande campanha de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue.  A ação tem como foco principal a região central do Município, reunindo os bairros, para que a comunidade se engaje na causa de evitar os criadouros do agente transmissor de doenças.
O trabalho dos agentes de endemias contará com uma atuação reforçada também das agentes de saúde que já realizam, normalmente, o alerta e repassam dicas de como evitar a proliferação do mosquito. A ideia é de que elas auxiliem na distribuição do material impresso que contará com dicas e alertas. A proposta da Secretaria é de atuar com o material em todas as Unidades de Saúde e nas escolas de todas as redes instaladas no Município.
Venâncio Aires é um dos 321 Municípios gaúchos que são considerados infestados pelo mosquito, porém não há nenhum caso de doenças relacionados com o inseto. O Rio Grande do Sul possui 64,5% do total das cidades nesta situação e a grande maioria estão, com apoio do Governo Gaúcho, realizando campanhas de alerta e de mobilização da comunidade contra a reprodução do transmissor.
No início do ano, as Prefeituras atingidas receberam, juntas, um repasse de R$ 4,5 milhões do Estado para aplicar nas campanhas e ações de prevenção, porém Venâncio que ainda não estava na lista não recebeu recursos, mas fará campanha com investimentos próprios da Secretaria. “É preciso que todos nós estejamos atentos aos locais em que o mosquito possa reproduzir. Temos que orientar amigos e conhecidos sobre os cuidados necessários e buscarmos junto mantermos a cidade longe do foco do mosquito e das doenças que ele pode transmitir. Se cada um fizer sua parte conseguiremos proteger Venâncio do Aedes”, destaca o Secretário de Saúde, Ramon Schwengber.
Com hábitos diurnos, o Aedes aegypti tem, em média, menos de um centímetro de tamanho, é escuro e com riscos brancos nas patas, cabeça e corpo. Para se reproduzir, ele precisa de locais com água parada, onde deposita os ovos. Para evitar que eles se reproduzam e possam representar algum tipo de problema é preciso que a comunidade inteira se engaje na prevenção que conta com:

•        Guardar garrafas vazias viradas para baixo.
•        Guardar pneus sob abrigos.
•        Não acumular água nos pratos de vasos de plantas e enchê-los com areia.
•        Manter desentupidos ralos, canos, calhas, toldos e marquises.
•        Manter lixeiras fechadas.
•        Manter piscinas tratadas o ano inteiro.
•        Tampar caixas d’água, tonéis e latões.

O mosquito da dengue é silencioso e costuma picar durante o dia, especialmente nas primeiras horas da manhã ou fim da tarde. Ele ataca principalmente, nas pernas, tornozelos ou pés e a sua picada, geralmente, não dói nem coça. O transmissor tem voo rasteiro, com no máximo um metro de distância do solo. Ele é comum no verão, sendo recomendado utilizar repelentes, usar inseticida na casa ou colocar redes mosqueteiras nas portas e janelas. Uma forma natural de afastar o mosquito é acender velas de citronela dentro de casa. O mosquito que transmite a dengue, Zika e Chikungunya também é o principal responsável pela transmissão da febre amarela.

 

 

Crédito: AI\PMVA