Saúde de Venâncio Aires recebe mais de 10 mil EPIs

Olá Jornal
abril06/ 2020

O Município de Venâncio Aires está trabalhando para melhorar a prevenção, diagnóstico e superação do novo Coronavírus. Instalação do Centro de Atendimento Respiratório, instalação do 0800 com atendimento de médicos, número de telefone móvel que ajuda a sanar dúvidas sobre o Covid-19 e também, na produção de máscaras e aventais hospitalares para unidades de saúde. As ações se multiplicam para ajudar no enfrentamento a pandemia.

Diante de um momento extremamente desafiador com a paralisação de parte das atividades produtivas, iniciativas próprias e grupais vêm estimulando o setor produtivo a dar a sua contribuição. As ações articuladas entre empresas e Prefeitura fazem com que equipamentos de proteção individual possam ajudar os profissionais de saúde.

Neste cenário, na tarde desta segunda-feira, 06, a Secretaria de Saúde recebeu em forma de doação das Lojas Renner, mais de 10 mil equipamentos de proteção individuais (EPIs). No total, foram 300 aventais e 10.500 mil máscaras confeccionados por ateliers de costuras terceirizados da empresa. No Município, 8 confecções ajudaram na produção dos EPIs que deverá suprir a falta destes materiais no Hospital São Sebastião Mártir e nas Unidades Básicas de Saúde. Conforme a Enfermeira Marina Rippel Kroth, Coordenadora dos Postos de Saúde, por enquanto o material ficará na Secretaria de Saúde e será distribuído conforme necessidade.

A indústria foi um dos setores que se engajou nesta campanha de preparação dos EPIS e está trabalhando, com o intuito de garantir o suprimento de itens primordiais para a contenção da crise.

Lojas Renner

As Lojas Renner, em parceria com a Empresa Arezzo, realiza a entrega dos equipamentos de produção individual que foram confeccionados pelos ateliers de costuras, direcionando a cadeia produtiva de vestuário e fornecedores para a confecção de aventais e máscaras cirúrgicas adequadas ao combate do Covid-19. O resultado será totalmente doado e entregue sem custos para Hospitais e Municípios, da Região Sul, que necessitam destes insumos.  A empresa vai dedicar mais de R$ 4 milhões ao custeio de suprimentos básicos no tratamento da Covid-19. A ideia é assegurar o emprego e renda de costureiras.

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA