• Hoje é: quarta-feira, junho 19, 2019

Sartori confirma presença na Abertura da Colheita do Tabaco

Guilherme Siebeneichler
setembro26/ 2017

A produção do tabaco é uma das atividades agroindustrais de maior importância econômica e social da região sul do Brasil. Venâncio Aires é uma das 600 cidades que possuem envolvimento com o cultivo e configura como a segunda maior em produção. Atualmente 150 mil pequenos agricultores brasileiros cultivam o tabaco, sendo 4 mil 421 na Capital Nacional do Chimarrão. A importância da produção motivou o Governo do Estado a organizar um evento para celebrar a Abertura da Colheita do Tabaco pela primeira vez. O Governador José Ivo Sartori confirmou presença do evento que ocorrerá em outubro em Venâncio Aires.

A solenidade irá homenagear todos os envolvidos com a produção que hoje está em 686 mil toneladas com 299 mil hectares plantados. O evento ocorrerá no dia 20 de outubro a partir das 10h na propriedade de Antonio Alcir Coutinho no 9º Distrito de Venâncio Aires em Picada Nova. Além do Governador, o Ministro do Trabalho Ronaldo Nogueira já confirmou presença no evento. Ontem, 25, o Vice-Prefeito Celso Krämer e o Secretário de Agricultura André Kauffmann participaram de uma reunião que alinhou os detalhes do protocolo da solenidade.

O encontro ocorreu na Secretaria de Agricultura do Estado com participação do Secretário Ernani Polo e dos representantes do SindiTabaco Sérgio Rauber e da Afubra Marcos Dornelles. São estas entidades em parceria com os órgãos públicos que estão organizando o evento. Krämer, que além de Vice-Prefeito é agricultor e o maior produtor de tabaco de Venâncio, colocou o Município à disposição para auxiliar em tudo que for possível para a Abertura da Colheita.“É uma honra sermos a primeira cidade a sediar a Abertura da Colheita do Tabaco, uma das culturas mais importantes da nossa região. Com este evento vamos mostrar ao resto do estado e do país a importância deste cultivo para as famílias e para a economia”, disse.

A produção do tabaco é responsável direta pela manutenção do produtor no meio rural e proporciona a sua principal fonte de receita, conforme dados da Afubra, na produção 2016/17 a receita dos produtores foi de R$ 6,09 bilhões. O setor ainda contribui com a geração de trabalho onde somente na indústria são 40 mil vagas, e ainda rende arrecadação de tributos, impulsionando o desenvolvimento dos municípios. Em 2016 foram R$ 13,9 bilhões arrecadados em impostos com o tabaco, segundo a Receita Federal.

Na região sul do Brasil, 90% do que é produzido é destinado à exportação que no ano passado rendeu mais de $ 2,12 bilhões de dólares, sendo 10% das exportações totais do estado e 1,15% do Brasil. A importância do cultivo e os números que mostram o crescimento das famílias e dos municípios produtores foram levados pelo Prefeito Giovane Wickert e por Krämer à Brasília. Os gestores que estão na Capital Federal em busca de emendas e recursos para Venâncio Aires aproveitam a viagem para entregar convites aos Deputados, Senadores e Ministros para que participem do evento no próximo mês.

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA