Sarampo: Mais de 1200 pessoas foram aos postos no Dia D

Olá Jornal
fevereiro18/ 2020

O Dia D de vacinação contra o sarampo, que ocorreu no sábado, 15, imunizou 26 pessoas em Venâncio Aires, segundo dados da Vigilância Epidemiológica . No total, 1204 pessoas foram aos postos de saúde. As que não receberam as doses, estavam com a vacina em dia, tendo resultado positivo a ação no Município.

De acordo com a Técnica de Enfermagem da Vigilância Epidemiológica, Cristiane de Jesus Ferreira, não havia meta de vacinação, pois a campanha era seletiva, ou seja, para quem não tinha as doses da vacina do sarampo atualizada.

Cinco postos de saúde estavam abertos no Dia D: UBS Central, UBS Gressler, ESF1 Caic, ESF3 Macedo e ESF4 Santa Tecla.

A campanha é destinada para as crianças a partir dos 5 anos até os jovens de 19 anos, e desde agosto do ano passado, 114 casos de sarampo foram confirmados no Rio Grande do Sul. Um em cada quatro casos registrados no estado foram em pessoas nesta faixa etária.

A segunda etapa de vacinação deverá ocorrer de 3 a 31 de agosto, com público-alvo de 30 a 59 anos.

As vacinas contra o sarampo são importantes para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito.

Campanha:

No Dia D, as faixas etárias que procuraram os postos foram:

5 a 9 anos: 600 pessoas, 3 receberam a vacina

10 – 14 anos: 431 pessoas, 5 receberam a vacina

15 – 19 anos: 237 pessoas, 18 receberam a vacina

Ainda, de acordo com a Vigilância Epidemiológica do município, pessoas aproveitaram o horário em que os postos estavam abertos para atualizar as cadernetas de vacinação, assim verificar a condição vacinal e a necessidade de imunização. Diversas pessoas procuraram os locais em busca das vacinas contra febre amarela, tétano, HPV e Meningo.

A campanha contra a doença começou em 10 de fevereiro e termina em 13 de março.

Casos suspeitos ou informações devem ser obtidas no Centro de Atendimento de Doenças Infecciosas que está localizada na Rua Visconde do Rio Branco, 505, ou entrar em contato pelo 3983-1055.

Sarampo

A doença é viral e altamente transmissível. Uma pessoa doente pode passar para outra por meio da tosse, fala, espirro ou respiração próximo de outras pessoas.

Qualquer indivíduo que apresentar febre e manchas no corpo acompanhado de tosse, coriza ou conjuntivite deve procurar os postos de saúde para a investigação.

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA