• Hoje é: terça-feira, janeiro 23, 2018

RGE e Município iniciarão levantamento sobre situação da energia elétrica do interior

Guilherme Siebeneichler
março31/ 2017

Está agendada para a manhã de terça-feira, 4, a visita do gerente de serviços comerciais da empresa RGE Sul a Venâncio Aires. No encontro que será realizado na Sala de Reuniões da Prefeitura, às 9h, devem se reunir representantes da empresa, da Prefeitura e vereadores, entre eles o presidente da Frente Parlamentar da Energia Elétrica, Ezequiel Stahl (PTB), criada na Câmara de Vereadores afim de encontrar uma solução para o problema da defasagem da energia, principalmente na área rural do município e que vem sendo discutido há anos, mas que nunca é resolvido.

A reunião terá como objetivo dar início ao mapeamento da situação, ou seja, identificar os pontos e localidades com maior deficiência e a respectiva necessidade. A proposta foi acertada na última quarta-feira, dia 29 de março, em reunião na Secretaria Estadual de Minas e Energia, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, na Capital, da qual participaram o vice-prefeito de Venâncio Aires, Celso Kramer, os vereadores Clécio Espíndola, Eduardo Kappel, o presidente da Câmara Gilberto dos Santos e o líder de governo no Legislativo, Ezequiel Stahl, acompanhados do deputado estadual Marcelo Moraes, além do secretário estadual de Minas e Energia, Arthur Lemos Júnior e representantes da RGE Sul, empresa responsável pelo fornecimento de energia elétrica em Venâncio.

Durante o encontro, o vice-prefeito e o vereador Ezequiel Stahl, expuseram a defasagem da energia elétrica na zona rural do município. De acordo com Stahl, no interior, onde existem mais de cinco mil propriedades rurais, “a potência é baixíssima, são redes envelhecidas e o problema se agrava cada vez mais, pois os produtores não conseguem expandir, diversificar, não podem comprar ferramentas e máquinas que precisam de mais potência.” O vereador também contou aos presentes que a maior dificuldade enfrentada pelos consumidores é à noite, quando, em muitos casos, precisam desligar outros aparelhos para poderem tomar banho.

Kramer, por sua vez, enfatizou que a carência de energia em Venâncio está resultando na perda de investimentos no município, pois empresas acabam se instalando em outras cidades, onde não existe o problema. “Estamos viabilizando o projeto de um novo Distrito Industrial, mas esse problema de baixa e/ou falta de energia poderá impactar na instalação de empresas no local.”

O secretário Arthur Lemos Júnior, disse que o primeiro passo para que se possa resolver a questão é fazer um mapeamento para se separar o que é de responsabilidade da concessionária, do poder público e do cliente, para a partir de então cada um possa fazer a sua parte.

Com isso, o gerente comercial da RGE Sul, João Pedro de Quadros, se comprometeu em vir a Venâncio para iniciar o levantamento que deve estar concluído em trinta dias, para então o grupo voltar a se reunir na secretaria estadual de Minas e Energia para avaliar os resultados e iniciar os investimentos. “Assim como existem casos onde a colocação, por parte da empresa, de um simples transformador pode resolver, em outros pontos haverá a necessidade do cliente investir em rede trifásica. Então é por isso que precisamos mapear os locais exatos e as respectivas demandas para melhorar essa questão em Venâncio”, afirmou Quadros.

CRÉDITO: Assessoria de Imprensa Câmara de Vereadores