• Hoje é: quarta-feira, dezembro 12, 2018

Repasses do Estado para a Saúde municipal seguem em atraso e preocupam

Olá Jornal
agosto08/ 2018

Seguem os atrasos nos repasses estaduais para os serviços de saúde de Venâncio Aires. Há pelo menos 90 dias não são quitados serviços que precisam de parte dos valores custeados com recursos do governo gaúcho. Entram neste tipo de financiamento os atendimentos do Hospital São Sebastião Mártir, UPA e SAMU. A situação coloca o poder público municipal em alerta, já que o período eleitoral pode resultar em dificuldades para o pagamentos dos valores em aberto.

Atualmente para o poder público municipal são devidos mais de R$ 900 mil, em aberto há 90 dias. Referente ao mês de maio, foram pagos R$ 88 mil para os serviços de UTI do Hospital São Sebastião Mártir e outros R$ 32 mil para os serviços de saúde mental. Já para a Prefeitura foram destinados R$ 48,5 mil no custeio de procedimentos com cirurgias eletivas.

Por mês o Governo do Estado precisa destinar ao Município R$ 458.616,03 para complementar o orçamento dos serviços ofertados na cidade. No total, são quase R$ 4 milhões em atraso junto à saúde municipal. O maior volume está ligado ao custeio dos serviços da UPA, Samu e Hospital São Sebastião Mártir (HSSM). Metade deste valor já está em atraso desde 2014.

Segundo o prefeito Giovane Wickert (PSB), nesta quarta-feira o assunto pautará reunião com representantes da Secretaria Estadual da Saúde. “Estamos preocupados com esta situação, atualmente o Município tem pago sozinho as contas da saúde que possuem participação do Estado. E a tendência é uma piora a partir de agosto e após o período eleitoral. Queremos garantir o recurso, para equilibrar a conta.”

No mês passado, a Câmara de Vereadores aprovou moção de apelo, de autoria da presidente Sandra Wagner (PSB). O pedido será encaminhado ao secretário estadual de saúde, Francisco Zancan Paz, solicitando a quitação dos valores devidos para a saúde municipal este ano.