• Hoje é: domingo, setembro 24, 2017

Reforma trabalhista ameaça festa de sindicato

Guilherme Siebeneichler
junho16/ 2017

A realização da festa anual do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias do Fumo, Alimentação e Afins, em comemoração ao Dia do Trabalhador está indefinida por conta da situação política do país. A entidade aguarda os novos desdobramentos em relação às reformas, pois caso sejam aprovadas não haverá como promover o evento devido ao fim da contribuição sindical que está previsto na reforma trabalhista.

Isso porque esse dinheiro é utilizado para a compra de prêmios e demais despesas da festa. Sendo assim, a diretoria espera o desenrolar dos fatos para tomar uma decisão que pode ser histórica, uma vez que a festa do trabalhador ocorre há pelo menos 25 anos. “Caso seja aprovada a reforma trabalhista, não faz sentido realizar a festa. Fica inviável”, afirma o presidente Rogério Siqueira.