• Hoje é: terça-feira, novembro 20, 2018

Rede municipal de ensino tem elevação no Ideb

Olá Jornal
setembro03/ 2018

Nesta segunda-feira, 03, o Ministério da Educação divulgou os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ano de referência 2017. Segundo os dados, Venâncio Aires registrou 0,5 de elevação no Ideb para os Anos Finais e 0,4 para Anos Iniciais, na rede pública administrada pelo Município.

Com isso a Capital do Chimarrão garante o Ideb de 6,3 para os Anos Iniciais e 4,8 para Anos Finais. A projeção para 2017 era de 5,9 pontos no Ideb para Anos Inicias, ou seja, 0,5 pontos a mais da meta. Já para Anos Finais, a projeção era de 5,3, não alcançados pela rede municipal de ensino.

ESTADO

Conforme dados publicados nesta segunda-feira, 03, em 2017 chegou a 5,8 a nota média dos alunos brasileiros que cursam os primeiros anos do Fundamental, em uma escala que vai de zero a 10. O objetivo fixado para o ano era de 5,5. O Rio Grande do Sul começou em um patamar superior (4,3, em 2005), mas terminou com mesmos 5,8 da média nacional em 2017. Em razão disso, não bateu a meta estadual, fixada em 5,9.

No caso dos anos finais do Ensino Fundamental, o avanço também tem sido constante, mas sem o atingimento dos objetivos. Em 2005, os brasileiros tinham uma média de 3,5. Até 2011, as melhorias permitiram que as metas estabelecidas fossem atingidas. Dali em diante, as notas continuaram a subir, mas abaixo do ritmo projetado. Em 2017, a nota brasileira ficou em 4,7, contra uma meta de 5.

Na comparação, o Rio Grande do Sul ficou para trás. Tinha uma nota mais alta do que a média nacional, em 2005, e também foi acumulando avanços, mas não de forma tão expressiva. Em 2017, com nota 4,6 (para uma meta de 5,3), os gaúchos tiveram desempenho abaixo da média nacional.

No ranking dos Estados, o Rio Grande do Sul ocupa nas séries iniciais uma posição no meio da tabela (os primeiros têm nota de 6,5 para cima e os últimos, abaixo de 5,0). Nos anos finais, também ficou em uma posição intermediária, mas abaixo da média.

IDEB

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é o principal indicador da qualidade da educação básica no Brasil. A cada dois anos, em uma escala que vai de 0 a 10, calcula o desempenho das escolas públicas e privadas do país no Ensino Fundamental e no Ensino Médio, a partir questões aplicadas aos alunos em provas de língua portuguesa e matemática e da taxa de aprovação. A meta para o Brasil é alcançar a média 6 até 2021. As escolas da rede privada participam por adesão, e não é calculado o Ideb delas, apenas a média de toda a rede.

Os resultados do Ideb 2017 para escola, município, unidade da federação, região e país são calculados a partir do desempenho obtido pelos alunos que participaram do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2017 e das taxas de aprovação, calculadas com base nas informações prestadas ao Censo Escolar 2017. Somente têm suas notas divulgadas as escolas com pelo menos 10 alunos matriculados nas etapas avaliadas — 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio — e em que o número de alunos participantes do Saeb 2017 tenha alcançado 80% dos alunos matriculados.

FOTO: Divulgação/Agência Brasil