• Hoje é: sábado, agosto 18, 2018

Rede completa para imunizar crianças contra poliomielite e sarampo

Olá Jornal
agosto11/ 2018

A campanha de vacinação que iniciou na última segunda-feira, 06, em diversos postos de saúde do município pretende vacinar todas as crianças entre um e cinco anos incompletos, independentemente da sua situação vacinal até o dia 31 de agosto.
A integração entre o Hospital São Sebastião Mártir (HSSM) com Centro Vigilância Epidemiológica e Imunizações de Venâncio Aires também é uma forma de evitar que casos das doenças se tornem ainda mais graves.
Segundo a Coordenadora do Setor de Imunização, Carla Lili Müller, o HSSM possui um serviço de controle que repassa as informações para o Cadi. “É muito importante essa integração, para agilizar os exames e evitar casos ainda mais graves. Além do hospital, também são repassados dados das unidades de saúde”, comenta.
De acordo com Carla, no município já se tem três casos suspeitos de sarampo em crianças. “Quando há casos suspeitos de contaminação, somos avisados para realizar o encaminhamento dos exames, que são realizados em Porto Alegre. Sobre estes três casos, ainda não temos um resultado”, justifica.
Em Venâncio Aires a meta é imunizar mais de 2.800 crianças, e para isso 12 postos de saúde, sendo oito na cidade e quatro no interior, que possuem sala de vacina, estarão recebendo as crianças para imunização.
A meta do Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 95% das crianças dessa faixa etária e diminuir a possibilidade de retorno da pólio e o ressurgimento do sarampo, doenças já eliminadas no Brasil.

DIA D
No dia D de mobilização, que acontece no sábado dia 18 de agosto, das 8h30min até às 16h30min sem fechar ao meio-dia, as unidades do Posto Central, Bairro Macedo, Tabalar, UBS Gressler, UBS Santa tecla, além do posto de saúde CAIC, estarão abertos para vacinação. As demais unidades estarão fechadas neste dia.

BRASIL
Atualmente, o país enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima com 281 casos e Amazonas, com 788 casos de sarampo confirmados. Conforme o Ministério da Saúde surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no país é o mesmo que circula na Venezuela.
De acordo com o Ministério, a vacinação é o modo mais eficaz de inibir a volta de doenças já eliminadas no país, como a poliomielite e o sarampo.
Além disso, alguns casos isolados e relacionados à importação foram identificados também nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia e Pará. No RS já são 13 casos confirmados.
Ainda não há novos casos de poliomielite no Brasil. No entanto, os casos da doença aumentaram em outros países.