Recuperação de nascentes do Arroio Castelhano proporciona água com mais qualidade para as famílias

Olá Jornal
maio21/ 2020

O Executivo iniciou nesta quarta-feira, 20, uma sequência de vistorias nas propriedades incluídas dentro do Programa Municipal de Recuperação das Nascentes do Arroio Castelhano. Na ocasião o Prefeito Giovane Wickert e o Vice-Prefeito, Celso Kramer, estiveram em duas propriedades que tiveram suas fontes naturais recuperadas.

A primeira parada foi na propriedade de Irio Erni Posselt, em Linha Harmonia da Costa. O local é conhecido também por conter um dos pontos turísticos da Capital Nacional do Chimarrão, a Cascata Chuveirão. A produção de água nesta fonte é de 21,6 metros cúbicos por dia, total de 900 litros por hora. Esta nascente, na ordem correta, foi a segunda executada junto ao programa de recuperação iniciado em 2018.

Já o segundo ponto visitado in loco, foi a propriedade de Elói e Rejane Weyh, em Linha 17 de Junho. Esta foi a primeira nascente recuperada dentro do processo de resgate das fontes naturais e abastece quatro famílias que moram na propriedade e são essenciais na produção suína, de mais de 400 animais. O volume de água produzida no local é de 15 metros cúbicos por dia, total de 666,6 litros por hora. No local, foi investido o montante de R$ 5.107,86, onde foi instalado um tanque que protege o olho d’água para não ocorrer contaminação, além de limpeza, montagem da estrutura, canalização e instalação de um reservatório para mais de cinco mil litros de água.

Em virtude do período de estiagem, nas duas propriedades houve diminuição dos volumes cúbicos, mas não afetou o abastecimento das famílias.

Acompanharam as visitas o Secretário de Meio Ambiente, Eleno Stertz, e o Assessor Administrativo da pasta, Eder Schroeder, o Chefe do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar, Vicente Fin e o Gestor da Unidade Venâncio da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan), Ilmor Dörr, todos integrantes do Comitê das Nascentes do Arroio Castelhano.

Comitê das Nascentes do Arroio Castelhano
Desde 2018, a partir da nomeação do Comitê das Nascentes do Arroio Castelhano – Portaria Nº 24.991 de 3 de maio – um trabalho minucioso de estudos e mapeamentos de propriedades do interior de Venâncio Aires com vertentes naturais iniciou com o objetivo de garantir proteção e controle dos mananciais, desenvolvendo planos e ações públicas para a recuperação de nascentes do Arroio Castelhano.

A proposta inclusa no programa aborda também a promoção de pesquisas, o fomento de projetos para análises da qualidade da água, preservação e proteção da mata nativa e orientações gerais para um melhor abastecimento de água no futuro da Capital Nacional do Chimarrão. Até agosto do ano passado, foram catalogadas ao todo 243 nascentes e destas, 14 já foram recuperadas pelo Programa Municipal de Recuperação das Nascentes do Arroio Castelhano. Três estão em processo de recuperação – Linha Sapé, Vila Deodoro e Linha Arroio Grande –, a partir de uma parceria entre Executivo, Sicredi e os clubes de Rotary da cidade.

CRÉDITO: Coordenadoria de Comunicação e Marketing PMVA