• Hoje é: terça-feira, novembro 20, 2018

Proporção de eleitores com voto facultativo reduz 7% em Venâncio Aires

Olá Jornal
agosto21/ 2018

Dos mais de 51 mil eleitores de Venâncio Aires, que vão registrar seus votos no processo eleitoral deste ano, há uma parcela que não é obrigada a votar em outubro, apesar de possuírem título. De acordo com a Constituição, o voto é facultativo para os analfabetos, eleitores com 16 ou 17 anos e 70 anos ou mais. Estes cidadãos não precisam se registrar e, caso o façam, seu voto não é obrigatório. Na Capital do Chimarrão, em 2018, 7.501 pessoas se enquadram nesta proporção de eleitores.

O número representa uma queda de 7%, com cidadãos que não têm obrigação legal de participar do pleito que definirá os próximos deputados, senadores, governador e presidente. Em 2016, esta parcela de venâncio-airenses totalizava 8.070. Os dados constam nas estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A queda neste número de eleitores também foi verificada em âmbito nacional. Dos mais de 147 milhões de pessoas aptas a votar no pleito de outubro, 17,9 milhões se enquadram no voto facultativo, o que corresponde a 12,1% do eleitorado.

Nas eleições de 2002, o percentual de eleitores com voto facultativo era de 13,5%. Houve queda em todas as eleições presidenciais desde então: em 2006, 2010 e 2014, até chegar aos atuais 12,1%. A maior baixa foi registrada entre os eleitorados de 2010 e 2014 (uma diferença de 0,7 ponto percentual). Não é possível fazer uma análise anterior a 2002 por falta de informações precisas na base de dados sobre o grau de escolaridade dos eleitores.

Apesar da queda no número de eleitores com voto facultativo, o número absoluto e o percentual de eleitores com 70 anos ou mais cresceu no período analisado, passando de 5,8% (quase 6,7 milhões de eleitores) do total em 2002 para 8,2% (cerca de 12 milhões de eleitores) do conjunto de eleitores aptos a votar em 2018.