Projeto na Lei Rouanet é cadastrado para financiar parte da 15ª Fenachim

Olá Jornal
agosto07/ 2018

Com a abertura das inscrições para candidatas à soberanas da Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim), o maior evento do município começa a ganhar forma. Mesmo sem presidente oficializado, uma comissão da Prefeitura de Venâncio Aires trabalha nos primeiros encaminhamentos e nas medidas que possam antecipar os preparativos. Um deles é o cadastro de projeto de captação financeira por meio da Lei Rouanet. A medida é um dos braços para garantir recursos por meio de incentivo fiscal, quando empresas destinam parte do Imposto de Renda para o custeio de eventos culturais.

Um primeiro passo já foi efetuado, com o cadastro inicial do projeto, junto ao Ministério da Cultura. Segundo o assessor da Central de Projetos, Jairo Bencke, um dos responsáveis pelo projeto, a proposta é de garantir aprovação da iniciativa, para iniciar a busca por parcerias que possam financiar a Fenachim em 2019. “Formalizamos um primeiro passo e agora trabalhamos na conclusão do projeto. Depois precisamos aguardar a aprovação, por parte do Ministério da Cultura, para captar os valores junto às empresas. Esperamos garantir a Lei Rouanet para viabilizar, em parte, a festa no próximo ano,” explica.

A mesma forma de financiamento foi utilizada na edição de 2016 da Fenachim, quando foram comemorados os 30 anos do evento. Na oportunidade, a organização do evento utilizou a lei de incentivo para financiar a festa. Foram captados mais de R$ 475,4 mil, que foram incluídos no orçamento geral do evento. O órgão federal aprovou naquele ano a captação de até R$ 603,9 mil.

Em 2012, durante a 11ª Fenachim também foi aprovado projeto por meio da Lei Rouanet. O Ministério da Cultura aprovou a captação de até R$ 766 mil, entretanto, o projeto não foi utilizado, naquele ano. O orçamento geral da festa tem variado entre R$ 1,5 milhão e R$ 2 milhões. A atual gestão espera diminuir o volume de despesas, para evitar prejuízos. “O fato de não termos um presidente não dificulta a preparação da festa. Já estamos definindo alguns passos,” argumentou o secretário municipal de Cultura e Esportes, Saul Zart.

SOBERANAS
Até o próximo dia 24, garotas interessadas em disputar uma das três coroas da festa poderão se inscrever na Secretaria de Cultura e Esportes. O novo trio será conhecido no dia 1º de novembro em um evento no Ginásio Poliesportivo. Para ser uma soberana, as candidatas precisam ter idades entre 17 e 27 anos e cumprirem uma série de regramentos como representar no máximo três entidades, não ter filhos, ou estar grávida, estar cursando no mínimo o Ensino Médio, residir em Venâncio, entre outros critérios. A novidade este ano é que não será mais levado em conta o estado civil da candidata.

A expectativa do poder público é de anunciar o novo presidente do evento antes do ato de escolha da nova corte.