Projeção aponta para crescimento de 10% no número de MEIs neste ano em Venâncio

Olá Jornal
setembro30/ 2020

A crise econômica vivida pelo mundo, coloca novos desafios para a geração de emprego e renda também no Brasil. A pandemia do novo Coronavírus, tem fomentado novos caminhos para desempregados e empreendedores. Um dos movimentos é criação de pequenos negócios, frente a baixa oferta de trabalho com carteira assinada. Os Microempreendedores Individuais (MEIs), são o caminho para a formalização das empresas, principalmente nos ramos de serviços e alimentação, os principais de atuação em Venâncio Aires. Até o fim de agosto, o crescimento, se comparado com 2019, foi de 7,2% nos registros de MEIs na Capital do Chimarrão. A projeção atual da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Emprego e Turismo, é de fechar 2020 com crescimento de 10%.

Atualmente são 2.621 MEIs ativos no município. Desde março foram criados 113 novos empreendimentos. “O fim da safra de processamento de tabaco e o encerramento dos auxílios federais, poderá colaborar com aumento das pessoas que buscam a formalização dos seus negócios. Por isso, a Central do Empreendedor trabalha para garantir agilidade e suporte na formalização destes pequenos empreendedores, esta será uma tendência em todo o país, e uma alternativa para garantir que estes trabalhadores não fiquem na informalidade,” explica o secretário Cláudio Soares.

PARCERIA
Como forma de fomentar os pequenos negócios, além de agilizar licenças e alvarás, a Central do Empreendedor está recebendo cadastro de voluntários para troca de serviços. São advogados voluntários, arquitetos, publicitários e demais profissionais, que podem colaborar com os novos empreendedores do Município. “É uma forma de auxiliar e trocar serviços de forma que possam colaborar com o crescimento de novos negócios na cidade. O momento exige parceria e a troca de serviços é uma forma de união para enfrentar este período,” destaca Soares.

ESTADO
O Rio Grande do Sul ganhou, em média, 297 novos microempreendedores individuais (MEIs) por dia na pandemia. De março a agosto, segundo o Portal do Empreendedor mantido pelo governo federal, o Estado registrou a criação de 54,4 mil negócios com este enquadramento. O volume representa avanço de 9,3% em relação aos 49,8 mil MEIs que se formalizaram e iniciaram suas atividades no mesmo período em 2019. O desempenho está em sintonia com o nacional. No país, surgiram 944,7 mil empreendedores individuais no período, elevação de 12,2% frente a 2019.

Olá Jornal
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com