Prefeitura de Venâncio busca autorização para vender escolas desativadas

Guilherme Siebeneichler
novembro26/ 2019

A Prefeitura de Venâncio Aires encaminhou ao Legislativo Municipal projeto de lei solicitando autorização para vender 13 áreas e prédios de escolas ou espaços públicos municipais desativados. Todas estão localizadas no perímetro rural e os valores dos imóveis, após avaliação de engenheiros, variam de R$ 5 mil até R$ 130 mil. Se garantir a venda de todos os imóveis, o Município pode arrecadar mais de R$ 700 mil.

A proposta do Município é de garantir recursos extras para quitar contrapartidas e convênios assumidos. Todos os imóveis que integram a lei que busca autorização para venda, referem-se a escolas desativadas do Município, estando a grande maioria dos prédios edificados já em condições precárias, em virtude do longo período de desativação.

Ainda no ano passado uma equipe da Secretaria Municipal de Educação percorreu pontos do perímetro rural para avaliar as escolas municipais desativadas. Além disso, realizou avaliação do terreno e localidades. Algumas unidades tinham sido destinados ao Estado, para atividades, ou associações, porém, também não estavam sendo utilizadas. Se aprovado pelo Legislativo Municipal, que deve discutir o projeto até o fim do mês, a proposta é de abrir processo de concorrência pública até o fim do ano.

Lotes à venda

Imóvel 1
Terreno rural em Monte Belo – Área 2.420 m² – Avaliação R$ 15 mil
Prédio (Pavilhão) em Monte Belo – Área 218 m² – Avaliação R$ 50 mil
Prédio (Escola) em Monte Belo – Área 161,5 m² – Avaliação R$ 50 mil

Imóvel 2
Terreno Rural em Alto Paredão – Área 1,5 mil m² – Avaliação R$ 7 mil
Prédio Escola Alcides V. da Rosa em Alto Paredão – Área 200 m² – Avaliação R$ 40 mil

Imóvel 3
Terreno Rural em Linha Julieta – Área 1,3 mil m² – Avaliação R$ 5 mil
Prédio Emef Vidal de Negreiros em Linha Julieta – Área 77,5 m² – Avaliação R$ 10 mil
Pavilhão Comunitário em Linha Julieta – Área 427 m² – Avaliação R$ 70 mil

Imóvel 4
Terreno em Linha Cipó (ERS-422) área 2.581,5 m² – Avaliação R$ 7 mil
Prédio EMEF Maria Quitéria Linha Cipó (ERS-422) – Área 94,1 m² – Avaliação R$ 25 mil
Pavilhão Comunitário Linha Cipó (ERS-422) – Área 665,2 m² – Avaliação R$ 130 mil

Imóvel 5
Terreno Linha Marmeleiro – Área 5,9 mil m² – Avaliação R$ 7 mil
Prédio Emef Jacob Becker Linha Marmeleiro – Área 86,2 m² – Avaliação R$ 15 mil

Imóvel 6
Terreno Rural Linha Picada Mariante – Área 759,4 m² – Avaliação R$ 15 mil
Prédio Escola Picada Mariante – Área 63 m² – Avaliação R$ 40 mil

Imóvel 7
Terreno Rural Linha Leonor – Área 3.896 m² – Avaliação R$ 5 mil
Prédio Emef São João B. La Salle Linha Leonor – Área 63 m² – Avaliação R$ 10 mil

Imóvel 8
Terreno Rural Linha Cipó – Área 1449 m² – Avaliação R$ 5 mil
Prédio Emef João XXIII Linha Cipó – Área 50 m² – Avaliação R$ 10 mil
Prédio casa Linha Cipó – Área 42 m² – Avaliação R$ 30 mil

Imóvel 9
Pavilhão Comunitário Linha Lucena – Área 414,3 m² – Avaliação R$ 80 mil
Prédio Escola Linha Lucena – Área 77 m² – Avaliação R$ 25 mil
Terreno rural Linha Lucena – Área 2,8 mil m² – Avaliação R$ 20 mil

Imóvel 10
Terreno Rural Linha Herval – Área 1 mil m² – Avaliação R$ 5 mil
Prédio Escola Linha Herval – Área 154,9 m² – Avaliação R$ 10 mil

Imóvel 11
Terreno Rural Santa Tecla (Santa Mônica) – Área 1 mil m² – Avaliação R$ 15 mil

Imóvel 12
Terreno Santa Emília – Área 733,4 m² – Avaliação R$ 40 mil
Prédio Escola Santa Emília – Área 146,5 m² – Avaliação R$ 30 mil

Imóvel 13
Terreno Rural Linha Antão – Área 3,5 mil m² – Avaliação R$ 10 mil.