Praça de pedágio de Venâncio fecha primeiro trimestre na liderança de arrecadação

Olá Jornal
maio04/ 2020

Com restrições de circulação valendo desde o dia 20 de março, a arrecadação das praças de pedágios devem registrar queda nos volumes financeiros a partir de abril. O trimestre ainda fechou com a unidade de Venâncio Aires – na RSC-287 em Vila Arlindo – na liderança da arrecadação. A praça de cobrança local fechou o período com R$ 8.715.480,37. Entre as 14 unidades da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), a segunda colocada foi a unidade de Portão, com R$ 7.504.89,19.

Juntas as praças gaúcha controladas pela estatal arrecadaram no trimestre R$ 66,2 milhões. Com o cenário de baixa no trânsito, pelas restrições impostas pelo isolamento social, as reduções na arrecadação ainda não foram projetadas pela EGR. No período, as despesas com manutenção e investimento, em todas as praças somaram R$ 62,03 milhões. Em Venâncio Aires os desembolsos somaram R$ 4,2 milhões, sendo R$ 1,2 milhão com impostos e tributos; R$ 2,2 milhões em gastos com a rodovia e operação; e R$ 821 mil em demais despesas.

HISTÓRICO
O posto de cobrança na RSC-287 em Venâncio Aires ao longo dos três últimos anos tem se mantido como o líder em arrecadação na empresa estatal. Em 2019 a unidade arrecadou sozinha R$ 34,5 milhões. A segunda em arrecadação no ano foi a praça de Portão, na região metropolitana que teve receita de R$ 32,9 milhões.