• Hoje é: segunda-feira, setembro 23, 2019

Polo de Proteína segue como objetivo de Airton Artus para o desenvolvimento da região

Guilherme Siebeneichler
outubro27/ 2016

O presidente-executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, apresentou um cenário de novas oportunidades para o agronegócio brasileiro em reunião-almoço realizada na Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul), nesta quarta-feira, 26, em Porto Alegre. O prefeito de Venâncio Aires e entusiasta do desenvolvimento de um polo de proteína animal na principal região produtora de tabaco do país, Airton Artus, esteve presente no evento e destacou as medidas adotadas e avanços alcançados para a concretização do projeto na Capital do Chimarrão.

O ex-ministro da Agricultura, que realizou uma palestra em Venâncio Aires sobre as potencialidades da produção de carne, ovos, frangos, suínos e peixes em dezembro de 2014, desta vez fez um balanço das ações do setor em 2016, destacando as exportações de aves e suínos. Francisco Turra apresentou um prognóstico de agências internacionais que apontam um crescimento de 1,4% ao ano na demanda global por carnes até 2025. “Isso significa 45 milhões de toneladas. A possibilidade brasileira de conquistar mais espaço no comércio exterior é favorecida pela estagnação das produções da China e dos Estados Unidos”, destacou.

O prefeito de Venâncio Aires aproveitou a oportunidade para divulgar o potencial do município e do Vale do Rio Pardo para investimentos. Após a consolidação do projeto “PAC dos Frigoríficos”, que já concluiu a estrada para Santa Emília e visa levar infraestrutura asfáltica a outros três grandes frigoríficos venâncio-airenses, Airton Artus destacou os resultados já alcançados pelo setor da proteína no município. “No último ano, apenas a carne bovina movimentou R$ 500 milhões na economia venâncio-airense”, ressaltou.

O prefeito defendeu ainda o desenvolvimento do setor como alternativa viável para a produção de tabaco e enriquecimento no campo. “Em Venâncio Aires, através dos nossos programas de diversificação, estão consolidados 25 produtores de bovinos de corte, 31 agricultores que investiram em aviários de grande porte, 46 produtores peixes e 51 ligados a produção de matrizes suínas”, revelou Artus.

Ao rebater o pessimismo de alguns políticos com relação à agricultura, o prefeito de Venâncio Aires destacou que o agronegócio é o principal produto para o desenvolvimento brasileiro. “Se compararmos o crescimento da indústria com o da agricultura, veremos como o agronegócio continuará sendo, por muito tempo, uma ótima opção. Em Venâncio e em todo o país temos exemplos de sucesso e fracasso no campo. É uma questão de empreender e gerenciar o seu negócio”, afirmou.

Airton Artus convidou Francisco Turra para voltar a Venâncio Aires e conhecer os frigoríficos e algumas propriedades locais. Além disso, destacou a importância de seguir os investimentos através da concretização do curso de Medicina Veterinária e construção de um Centro de Vocação Tecnológica (CVT) voltado à proteína animal.