• Hoje é: quarta-feira, abril 25, 2018

“Poesias pelo mundo” é o mais novo projeto de Sérgio Rosa

Janine Niedermeyer
maio31/ 2017

Com a proposta de atrair novos olhares para poesia, tendo a esfera digital como aliada, que um novo projeto está nascendo por meio do venâncio-airense Sérgio Rosa. Conhecido por interpretar o personagem “Papelito”, o ator e escritor pretende lançar na próxima semana o livro vídeo “Poesias pelo mundo” por meio da página Pensamento Sonoro, no Facebook.

O projeto internacional de incentivo a leitura poética registrou a participação de 98 pessoas de 22 países, além de diferentes cidades brasileiras. No material, 78 poesias de autoria do próprio Sérgio Rosa são lidas pelos voluntários da proposta.

“O projeto contará com poesias lidas em francês, espanhol, português, inglês e libras”, destaca. Segundo ele, “a ideia surgiu em março depois que eu fiz uma versão do hino riograndense. Gostei do resultado, pois dei uma poesia para uma amiga minha que mora em Porto Alegre para por a voz. Aí pensei porque não convidar pessoas a gravarem vídeos lendo poesias, como forma de incentivo a leitura poética”.

VARIEDADES

Rosa enfatiza que no início a intenção era divulgar os vídeos de maneira individual, porém, em função da grande quantidade optou em reunir tudo no mesmo material. Dentre as participações do exterior estão Alemanha, Angola, Espanha, Cabo Verde, Japão, Paraguai, Inglaterra, Bolívia, México, Argentina, Estados Unidos, Marrocos, Colômbia, Peru, Itália e Mozambique.

Já das cidades brasileiras, foram registradas gravações vindas do Rio de Janeiro, Paraíba, Salvador, São Paulo, Florianópolis, Bahia, Minas Gerais, Amapá e de municípios gaúchos.

Nas poesias, Sérgio Rosa procurou inserir nas letras temas ligados a amor, leitura, negritude, natureza, dança e preconceito. “Tem poesias antigas e tem poesias que fui escrevendo nos últimos dias de acordo com as pessoas que ia convidando. Por exemplo, tem uma mulher que faz capoeira. Ela queria ler um sobre capoeira, então fiz dentro desse tema”, finaliza o autor do projeto.

Poesia lida por Maria Candida, direto da China:

É tanta beleza que vejo ao passar
São os belos jardins
A me perfumar
Flores floridas
Belas coloridas
Por onde ando
Elas já não estão mais escondidas
Nossa vida é como um jardim
Onde plantamos várias flores
Nossas flores
São nossas amizades
A embelezar nossa vida.

Foto: Arquivo Pessoal