• Hoje é: quarta-feira, julho 18, 2018

Planejamento municipal projeta conclusão de obras atrasadas em Venâncio

Atualmente estão em execução no município sete obras com recursos federais. A maioria estão com o cronograma atrasado, em especial obras de maior valor financiadas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em levantamento feito pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, a previsão de conclusão das principais obras de asfaltamento e calçamento é para 2018.

É o caso das obras de pavimentação realizadas por meio do PAC, nos bairros Morsch, União, São Francisco Xavier, Dietrich, Macedo, Coronel Brito e Brands, que estão sendo realizadas desde 2014, e por problemas estruturais como sistema de esgoto ou drenagem, exigiram maior tempo para realização. Segundo o engenheiro civil da pasta, Adilson Stertz, a previsão destas frentes de trabalho é de conclusão no próximo ano. “Nestes dois projetos vale destacar que as obras estão em fase de conclusão de pavimentação. Após esse etapa são realizadas as obras dos passeios público (calçadas), que acabam demandando mais tempo para a realização,” explica.

Para este ano, as obras de pavimentação por meio do PAC na região do bairro Leopoldina e Coronel Brito estão em fase de finalização. No mesmo caso, envolve atualmente os investimentos em calçadas em frente aos terrenos particulares. A prefeitura tem notificado os proprietários para realizarem as obras de passeio público. Se não for realizado em 60 dias após a notificação, o Município, por meio do financiamento, realiza a obra e efetua a cobrança posteriormente.

BAIRROS
No bairro Santa Tecla também está em execução obras de pavimentação realizadas por meio de financiamento do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). A expectativa da secretaria municipal é de concluir o investimento no próximo ano.

A rua Reinaldo Schmaedcke no bairro Brígida, que é executada com emenda parlamentar está atrasada e possui 50% da pavimentação concluída. Neste caso, os repasses federais não estão sendo realizados. A obra contempla 600 metros de via.

INTERIOR
No perímetro rural também ocorrem obras de pavimentação, porém, com menor estrutura e metragem. Por meio de financiamento do BRDE, as obras de asfaltamento de Linha 17 de Junho está com 95% da construção concluída, assim como em Vila Terezinha, com 80% da pavimentação executada. Nestes casos é preciso realizar a sinalização e acabamento de drenagem. De forma inicial (fase de limpeza das vias) está o asfaltamento de Centro Linha Brasil, mas que deve ser concluída até o segundo semestre.

RECURSOS
Se nas obras financiadas por programas ou bancos não há atrasos nos repasses de recursos, a situação é diferente nos demais investimentos. Das sete obras listadas com atrasos na execução, a escola infantil do bairro Xangri-lá, demorou a iniciar por problemas nos repasses do governo federal.

“Assim como as praças, a Emei Xangri-lá queremos entregar esse ano. As UBS já foram concluídas e entregues para a Administração. Todas tiveram problemas nos repasses do governo, acarretando em atrasos na execução,” argumenta Jalila Stahl Böhm Heinemann.

A praça Evangélica tem a entrega das obras agendada para o próximo dia 26 de maio. Já na praça Coronel Thomás Pereira as reformas devem iniciar no segundo semestre.