• Hoje é: sexta-feira, setembro 20, 2019

Philip Morris Brasil e Embrapa assinam contrato para o desenvolvimento de projetos em benefício dos fumicultores

Olá Jornal
agosto29/ 2019
A Philip Morris Brasil (PMB) e a Embrapa assinam nesta quinta-feira, 29, às 16h, no Pavilhão Internacional da Expointer, em Esteio, o termo de intenções para um novo projeto que beneficiará mais de cinco mil produtores de tabaco nos três Estados da Região Sul.
O objetivo da iniciativa é estreitar relações entre os dois parceiros, em atividades nas áreas de pesquisa, desenvolvimento, inovação e transferência de tecnologia para a promoção de um modelo de agricultura sustentável na produção de tabaco. O projeto terá como foco principal a identificação e preservação de recursos naturais, além da qualidade de vida e segurança alimentar junto aos produtores integrados à Philip Morris Brasil.
A intenção é a de desenvolver um projeto alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, para promoção do conceito de agro biodiversidade na produção de tabaco. As ações serão desenvolvidas a partir de cinco pilares: 1) identificação e caracterização de oportunidades de manutenção e fortalecimento da agro biodiversidade; 2) geração de bases de dados, informações e conhecimentos sobre a sustentabilidade das propriedades rurais; 3) contribuição para a segurança alimentar e nutricional das famílias produtoras de tabaco; 4) promoção da sustentabilidade das propriedades, amparada no conceito de gestão ambiental; 5) e finalmente, gerar um modelo de produção sustentável para agricultura familiar.
Durante todo o desenvolvimento desses projetos, indicadores de qualidade ambiental, fitotécnicos e serviços ecossistêmicos serão caracterizados e quantificados, gerando uma base de dados e informações que poderão servir para futuro processo de certificação ou selo ambiental.
“Contar com a presença da Embrapa neste novo projeto será fundamental para seguirmos no caminho de uma produção de tabaco sustentável, que valoriza as pequenas propriedades e o trabalho realizado por milhares de famílias na Região Sul do Brasil”, afirma Pedro Braga, diretor de Produção de Tabaco para as Américas da Philip Morris International.
Este novo termo assinado durante a Expointer reforça uma parceria que teve início quando a Philip Morris Brasil anunciou o apoio ao Projeto Quintais Orgânicos de Frutas, em parceria técnica especializada com a Embrapa Clima Temperado. A iniciativa privilegia os princípios da produção agrícola de base ecológica, abordando questões culturais, étnicas, ambientais, alimentares, econômicas e medicinais.
Sobre a Philip Morris Brasil
Afiliada da Philip Morris International (PMI) que está liderando a transformação na indústria do tabaco para criar um futuro sem fumaça e substituir os cigarros por produtos sem fumaça, para o benefício de adultos que continuariam fumando, para a sociedade, para a companhia e para os investidores. Líder no mercado de tabaco, dedicada à fabricação e venda de cigarros, produtos de aquecimento de tabaco, dispositivos e acessórios eletrônicos, a Philip Morris Brasil atua no País há 45 anos. A companhia está liderando uma transformação no setor para criar um futuro sem fumaça, substituindo os cigarros por alternativas sem fumaça que, embora não sejam isentas de riscos , são uma escolha muito melhor do que continuar fumando. Com áreas multidisciplinares em desenvolvimento, instalações de última geração e comprovação científica, a PMI visa garantir que seus produtos sem fumaça atendam às preferências dos consumidores adultos e aos rigorosos requisitos regulatórios, para benefício da sociedade, da empresa e de seus acionistas. O novo portfólio da PMI inclui tabaco aquecido e produtos que contém nicotina. A PMI estima que, em 30 de junho de 2019, aproximadamente 8 milhões de adultos fumantes em todo o mundo já tenham parado de fumar e migrado seu produto de tabaco aquecido, IQOS, que atualmente está disponível para venda em 48 mercados. Para mais informações, acess e os sites da PMI, PMIScience e www.pmi.com/markets/brazil/pt/science-and-innovation.