• Hoje é: domingo, agosto 25, 2019

Philip Morris Brasil atua pela melhoria da qualidade de vida dos pequenos produtores de tabaco

Olá Jornal
julho25/ 2019

Promover a segurança e a saúde de milhares de pequenos produtores localizados no Sul do
Brasil, especialmente na região do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul, têm sido um dos
focos das operações da Philip Morris Brasil (PMB). A parceria com os fumicultores também
tem sido fundamental para as ações executadas pela companhia, protegendo os recursos
naturais e, desta forma, contribuindo para a sustentabilidade dos pequenos agricultores e suas
comunidades.

No campo ambiental, o uso racional da água e a conservação das áreas de mananciais são
exemplos importantes. A PMB mantém, em parceria com a Universidade de Santa Cruz do Sul
(UNISC), com o Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo e com o
município de Vera Cruz, o projeto “Protetor das Águas”. O objetivo é garantir a preservação
dos recursos hídricos mediante o pagamento a agricultores por serviços ambientais, para
proteção das nascentes e margens de rios localizados em suas propriedades rurais, no
município de Vera Cruz.

Atualmente, 63 pequenos agricultores estão inscritos no projeto, que impactou positivamente
as áreas urbana e rural de Vera Cruz. Em seu início, apenas 43% do volume de água
acompanhado era considerado próprio para consumo; atualmente, as análises indicam que em
esse índice está em 90%. O projeto é reconhecido pela Agência Nacional das Águas (ANA)
como parte do programa nacional Produtor de Água.

Com iniciativas como esta, a fábrica da empresa em Santa Cruz do Sul (RS) foi a primeira da
América Latina a receber a certificação concedida pela Alliance for Water Stewardship (AWS).
A certificação leva em conta não apenas o uso racional da água nos processos internos da
fábrica, mas também as iniciativas que a empresa mantém junto à comunidade, incluindo a
preservação das bacias hidrográficas e as necessidades da comunidade.

Compromisso com os produtores

O Projeto Quintais Orgânicos de Frutas, executado em parceria com a Empresa Brasileira de
Pesquisa Agropecuária (Embrapa/Clima Temperado), na Região Sul, é outra iniciativa que vem
aumentando a sua abrangência. O primeiro ano de apoio exclusivo da PMB ao projeto permitiu
a implantação dos quintais em mais de 65 pequenas propriedades rurais, em 29 municípios do
Rio Grande do Sul. Foram distribuídas mudas de frutas e vegetais, escolhidas em função de
suas características nutricionais e medicinais, assim como adaptação ao solo e clima da região.
Em março deste ano, a PMB renovou a parceria com a Embrapa para expansão da iniciativa
para a implantação de mais 140 quintais. O objetivo é promover a diversificação da produção e
a geração de renda extra aos participantes.

O programa Práticas de Trabalho Agrícola (ALP) executado pela PMB inclui uma série de ações
com o objetivo de auxiliar os agricultores familiares a obterem ganhos de produtividade e a
diversificar suas atividades, incrementando suas rendas. Também aborda questões relevantes,
como a relação da agricultura com o meio ambiente, redução das emissões de carbono,
preservação da água, conservação da biodiversidade e combate ao desmatamento.

Além disso, o programa que alcança mais de 40.000 produtores no Brasil, é um exemplo único
em termos de escala, escopo e transparência, promovendo boas condições de trabalho no
meio rural. A comunicação direta com os produtores de tabaco é fundamental para o sucesso
destas iniciativas. Através de treinamento contínuo, monitoramento e ações específicas, seja
com o uso da tecnologia através do Portal do Produtor, ou por meio do programa de
treinamento itinerante +Campo, importantes resultados vêm sendo atingidos.

Na área da Educação, uma série de projetos desenvolvidos nos estados da Região Sul, desde
2011, já beneficiou mais de 2 mil alunos nos últimos anos, a maioria deles filhos de pequenos
produtores rurais. Isso acontece por meio de iniciativas como a Escola Rural, que promove
inclusão digital e cidadania, e moderniza as instalações de unidades educacionais da rede
pública. Além disso, a PMB apoia a educação no campo defendida pelas Escolas Família
Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) e Vale do Sol (Efasol), no Rio Grande do Sul, com o
financiamento de bolsas de estudo para jovens rurais e investimentos em melhorias das
instalações e condições de ensino oferecidas por essas instituições.

A PMB também apoia o Instituto Crescer Legal, que fornece o programa de aprendizagem
profissional rural, onde os jovens são contratados como aprendizes pelas empresas associadas
e desempenham atividades em oficinas específicas, elaboradas pelo Instituto, em atividades
fora das empresas contratadas.

CRÉDITO: AI PMB