• Hoje é: domingo, agosto 19, 2018

Pavimentações e verba para conter enchentes são prioridades de financiamentos internacionais

Guilherme Siebeneichler
abril13/ 2017

A busca por recursos no exterior não é novidade para prefeituras maiores e governos estaduais. Porém, na região esta captação não é nova, mas pode ganhar novos passos a partir do cenário de baixa nos financiamentos públicos ofertados por instituições bancárias nacionais. O Consórcio Regional de Serviços (Cisvale), presidido pelo prefeito Giovane Wickert (PSB), trabalha formas de garantir recursos em bancos internacionais. A prioridade para a Administração Municipal de Venâncio Aires é de verba para novas pavimentações e projetos de contenção de cheias.

Os prefeitos da região, por meio do consórcio, buscam garantir recursos internacionais para investimentos. Projetos do tipo já são trabalhados desde 2014, porém não haviam ganhado corpo. Agora, a união das prefeituras poderá beneficiar mais de 600 mil habitantes. Atualmente contratação de crédito do exterior necessita de aprovação do Senado e é voltado para municípios com mais de 100 mil habitantes. De forma regionalizada o presidente do Cisvale trabalha para captar verbas de fomento ao crescimento das cidades. “É a única alternativa para a nossa região ser contemplada com recursos de bancos internacionais”, argumenta Wickert.

FOCO LOCAL
Conforme o prefeito, para Venâncio Aires, os recursos captados têm como destinação obras de pavimentação e investimentos em macrodrenagem. O controle de enxurradas e enchentes recebem destaque por parte do gestor, também em virtude do custo das obras. “São investimentos de R$ 10 milhões no mínimo que podem colaborar para minimizar os efeitos das enxurradas na área urbana. Maior capacidade de escoamento de galerias e melhor utilização da rede de drenagem são algumas utilizações do financiamento,” exemplifica.

CAF
No Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) o Cisvale busca recursos para investimentos em infraestrutura na região. Na última semana Wickert entregou ao presidente da instituição financeira, Edgar Salinas que estava no Brasil para participar do segundo Seminário da Cadeia Produtiva do Aeromóvel, um pedido de análise de crédito para colaborar com o crescimento e a sustentabilidade regional.

O trabalho será mantido e contatos também com o Tesouro Nacional foram realizados objetivando apoio do governo federal para a demanda. Porto Alegre garantiu financiamento do CAF para a recuperação da Orla do Guaíba. No total foram destinados US$ 92 milhões. Outra cidade gaúcha é Canoas, para um programa de revitalização e ampliação da infraestrutura urbana no valor de US$ 50 milhões.