• Hoje é: quinta-feira, outubro 17, 2019

Oktoberfest adere ao Projeto Tampinha Legal

Olá Jornal
outubro10/ 2019

Com foco no comprometimento socioambiental, a 35ª Oktoberfest aderiu ao Tampinha Legal, que tem como base o conceito de economia circular, numa iniciativa do Instituto SustenPlást. O projeto, existente desde 2016 no Rio Grande do Sul, representa a oportunidade de obtenção de recursos financeiros para entidades assistenciais, visto que elas podem encontrar soluções para a destinação de materiais como as tampinhas plásticas. “As tampas coletadas durante os dias de Oktoberfest serão destinadas para sete entidades assistenciais de nossa cidade”, destaca o presidente da Festa da Alegria, Ênio Ernesto Wermuth.

O coordenador de Limpeza da 35ª Oktoberfest, Ricardo Fernando Bartz, explica que o Parque da Oktoberfest contará com 10 coletores de tampinhas plásticas, que ficarão nas imediações das Praças de Alimentação, em virtude de ser o ambiente com maior descarte dos materiais. A equipe de limpeza da festa será responsável em recolher o material e armazenar até o fim do evento. “Quando terminar a Oktoberfest, as tampinhas plásticas serão destinadas para os responsáveis pelo projeto que, posteriormente, irão repassar às entidades parceiras”, frisa ele.

Para a coordenadora Executiva do Instituto SustenPlást, Simara Souza, a aderência da Oktoberfest ao Tampinha Legal é de extremo valor. “O evento dialoga com a sociedade, apresentando o seu comprometimento socioambiental e proporciona que haja modificação de comportamento de massa, de acordo com a proposta do programa”, ressalta. As tampas coletadas durante os dias de Oktoberfest serão destinadas para Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan), Sociedade Espírita A Caminho da Luz, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Associação Diocesana Santa Cruz (Asdisc), Associação Educacional Cantinho Feliz, Educandário Thales Theisen e Foco Empreendedor.

Projeto – O projeto Tampinha Legal tem caráter educativo e apresenta em um formato alegre e motivador, como se pode fazer o bem com atitudes simples. “Nossas ações apresentam o tripé da sustentabilidade, social, ambiental e econômica, de uma forma fácil. A sociedade simpatiza com todas as causas trabalhadas pelo terceiro setor”, cometa Simara.  Além do Rio Grande do Sul, o projeto opera em Goiás, Alagoas, Pernambuco e São Paulo, com mais de 500 entidades assistenciais cadastradas. Mais informações em https://tampinhalegal.com.br.

CRÉDITO: Four Comunicação