• Hoje é: quinta-feira, junho 20, 2019

Novo capítulo administrativo do Guarani ainda em espera

Janine Niedermeyer
novembro06/ 2016

Se no futebol existe a tríplice coroa, com a conquista de três troféus por um mesmo clube em uma mesma temporada, José Ademar Melchior, o Zecão, pode celebrar em 2016 sua tríplice liderança. Atual presidente da
Câmara de Vereadores, o parlamentar também assumiu por 13 dias como prefeito de Venâncio Aires e, ainda em novembro, tudo se encaminha para presidir o Esporte Clube Guarani.

No entanto, retornar ao posto de líder da equipe passa por questões que não dependem somente de vontade. Conforme Zecão, as negociações com a nova gestão da Prefeitura a partir de 2017 vão nortear sua decisão em
aceitar ou não o cargo no rubro-negro, onde foi presidente na conquista do Campeonato Gaúcho de 2002.

CONDIÇÕES
“Como nos próximos quatro anos eu não vou participar da política, então acho que me sobra um tempo para assumir o Guarani. Mas isso depende também do apoio do Executivo. Sabemos que a Federação Gaúcha repassa R$ 100 mil para os clubes da 2ª divisão, tem a venda de patrocínios da camiseta, mas isso não chega. Precisamos de um auxílio do Executivo Municipal para que o Guarani possa fazer uma equipe para poder brigar”, frisa Zecão.

Ao falar sobre prazos para que essas definições ocorram, o parlamentar afirmou que espera ver a situação definida o quanto antes.

“Em relação ao prazo, eu acho que cada dia que passa, ele fica mais escasso, pois já tem clubes contratando jogadores, treinador e quem larga na frente sempre consegue fazer um plantel mais qualificado. É algo que não podemos esperar muito, a gente precisa agilizar um pouco”.

A expectativa é bater o martelo no retorno do prefeito eleito Giovane Wickert, de Brasília, para que se saibam valores no qual o Executivo poderá auxiliar. “As administrações anteriores, tanto do Maciel Marasca, quanto do Luiz Assmann Jr., praticamente zeraram as contas do Guarani e temos condição agora de poder brigar para subir”, conclui Zecão.

Foto: Maicon Nieland/ Arquivo Olá