• Hoje é: segunda-feira, agosto 26, 2019

Negociação entre governo do estado e Cpers avança

Janine Niedermeyer
junho17/ 2016

Terminou com avanço a negociação entre Governo do Estado e o Centro dos Professores do Estado – Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Cpers-Sindicato), nesta sexta-feira (17). Representado pelo secretário da Educação, Luís Alcoba, Secretário-Geral de Governo, Carlos Búrigo, e pelo Procurador-Geral do Estado, Euzébio Ruschel, o governo apresentou uma nova proposta aos professores.

“Apresentamos uma proposta realista, com temas que temos condições de atender. O governo se comprometeu a revogar a portaria que instituiu uma comissão para avaliar a questão do Difícil Acesso, desde que o Cpers aceite retornar da greve. Sobre o PL 44, houve a concordância em manter os termos da negociação estabelecida com os estudantes, que é de só levar o tema para votação na Assembleia Legislativa no ano que vem”, disse Alcoba ao final da reunião, que ocorreu na Secretaria da Educação.

Sobre o ponto dos grevistas, o secretário informou que o governo irá analisar a questão tão logo seja apresentado um calendário efetivo de recuperação das aulas, aprovado pelos Conselhos Escolares, a fim de garantir o cumprimento do mínimo de dias letivos e de carga horária estabelecidos pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Outro ponto discutido foi a criação de um fórum para debater os principais desafios da educação pública, como questões de infraestrutura, evasão escolar, entre outras. A negociação com os grevistas foi restabelecida logo após a desocupação do Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF).

“Agora, a categoria vai analisar as propostas e decidir se retorna ou não da greve. Nós acreditamos que eles serão sensíveis e retornarão ao trabalho”, finaliza o secretário. Os deputados estaduais Gabriel Souza, que é líder do governo, Adão Villaverde e Pedro Ruas também participaram da reunião.

Texto: Roberto Witter/Ascom Seduc
Edição: Secom

Foto: Evandro Oliveira/Seduc