• Hoje é: terça-feira, outubro 23, 2018

Município prepara programação para o Dia Mundial do Turismo

Olá Jornal
maio07/ 2018

Integrando a programação de aniversário dos 127 anos do município de Venâncio Aires, o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e a Administração Municipal por meio do Departamento de Turismo, realiza nesta terça-feira, 8 de maio, um ato simbólico alusivo ao Dia Nacional do Turismo, com o plantio de uma muda de erva-mate  na Praça Henrique Bender.

A proposta foi apresentada em reunião do conselho considerando que o turista que visita o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), ao demonstrar interesse em conhecer o árvore símbolo do Rio Grande do Sul  e muitas vezes, não dispondo  de tempo para visitar um erval no interior do município, teria um exemplar mais próximo para visitação.

Aprovada pela Secretaria do Planejamento, de forma positiva a continuidade do plantio, na primavera, formando uma espécie de alameda de erva-mate, potencializando a identidade da Capital Nacional do Chimarrão. Cientes das dificuldades do cultivo, a Emater repassou as orientações técnicas necessárias para o correto desenvolvimento da  ilex paraguariensis. As mudas foram doadas pelo Viveiro Konzen. A comunidade é convidada a participar do ato que inicia às 9 horas na praça e segue com roda de chimarrão no CAT.

Durante a tarde, a equipe do Departamento de Turismo estará interagindo com o público, na calçada do Edíficio Storck, usando as imagens da exposição #MinhaVenâncio. A mostra fotográfica reúne o olhar de três fotógrafos amadores sobre as belezas e singularidades do município. Também será oferecida a degustação do suco de erva-mate aos visitantes.

Sobre o Dia Nacional do Turismo

Em maio de 2012, a presidenta da República, Dilma Rousseff, sancionou a Lei 12.625/2012 instituindo o dia 8 de maio como o Dia Nacional do Turismo. A data escolhida para a comemoração, que foi incluída no calendário oficial brasileiro, faz referência ao dia 8 de maio de 1916, ocasião em que foi solicitado, pelo Estado do Paraná, que as terras junto às Cataratas do Iguaçu fossem desapropriadas e declaradas de utilidade pública para a criação de um parque. A demanda foi acatada no dia 28 de julho de 1916, com o Decreto Estadual nº 653/1916. Hoje, o Parque Nacional do Iguaçu recebe anualmente cerca de 1,5 milhão de visitantes e constitui um ícone do turismo nacional e mundial.