• Hoje é: sábado, novembro 16, 2019

Município em busca de parceria para ampliar a proteção de nascentes do Arroio Castelhano

Olá Jornal
março23/ 2019

Com o intuito de preservar mais nascentes do Arroio Castelhano, responsável por abastecer 90% da população de Venâncio Aires, o Programa Protegendo Nascentes, implementado em 2018, está em busca de mais recursos. No momento, o programa conta recursos oriundos do Fundo de Gestão Compartilhada da Corsan.
O secretário da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Clóvis Schwertner, explica que o programa está em um ciclo evolutivo positivo. “O primeiro passo, foi contatar os produtores rurais interessados em participar do programa, e agora, estamos em busca de parcerias com a Agência Nacional de Águas (ANA) e com empresas privadas para desenvolver as ações”, finaliza.
Ele destaca, que o objetivo é destinar recursos também para os produtores que reservam uma parte de sua propriedade, e não apenas para a montagem das estruturas de proteção e tratamento da água. “É uma forma de auxiliar aqueles que nos permitem trazer uma água de qualidade para o Castelhano”, frisa.
Atualmente, as ações realizadas pela Semma, Emater/RS-Ascar, Instituto de Sustentabilidade e Resiliência e a Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) estão sendo desenvolvidas em cinco, das 96 nascentes contabilizadas do Arroio Castelhano.

COMO FUNCIONA?
Para evitar a contaminação da água, as fontes são protegidas com estruturas de concreto, onde recebem tratamento. Após o processo, uma parte da água é disponibilizada para os moradores do local, já o restante, retorna para a natureza.

NORMAS
Os participantes do projeto devem respeitar uma série de regras, como preservar a mata ciliar e o ambiente em um raio de 15 a 30 metros do local onde a nascente está localizada.

ÁRVORE
Mais de três mil árvores já foram plantadas com o objetivo de preservar as nascentes do Arroio Castelhano, que inicia em Linha Alto Paredão e termina em Linha Chafariz, no Mariante.

FÓRUM
Na última quinta-feira, 21, ocorreu a primeira edição do Fórum da Água. O evento, que reuniu centenas de pessoas na Câmara de Vereadores, abriu o debate para a importância da água e também, para as ações de preservação que estão sendo realizadas no município.
Para Schwertner, eventos como este, são importantes para a comunidade venâncio-airense e o meio ambiente. “É uma forma de conscientizar ainda mais as pessoas, principalmente os jovens, que darão continuidade a esse trabalho”, complementa.

VERA CRUZ
Vera Cruz é o município da região que primeiro implantou projeto de lei sobre a proteção das águas. O município garantiu recursos da Agência Nacional de Águas (ANA) em 2011 e para criação do programa “Protetor das Águas”. No ano passado, a Philip Morris Brasil (PMB) se tornou patrocinado da iniciativa, que conseguiu recuperar 90% da biodiversidade do Arroio Andréas.
Schwertner destaca que as ações desenvolvidas em Venâncio Aires, tem como base e exemplo o programa desenvolvido no município vizinho. “Eles possuem um projeto muito bom e que deu certo, por isso, estamos nos baseando neles, não há o que inventar”, frisa.
A proposta objetiva a proteção do arroio, responsável por parte do abastecimento no município. Na cidade, 64 produtores rurais garantiram recursos pela proteção às nascentes.