• Hoje é: sábado, outubro 19, 2019

Município aguarda R$ 800 mil para cirurgias eletivas

Olá Jornal
junho21/ 2018

Após apresentar relatório de investimentos em cirurgias eletivas ao longo de nove meses, com investimento superior aos R$ 1,4 milhão, a Prefeitura de Venâncio Aires aguarda repasse de outros R$ 800 mil. O valor é destinado ao Município, a partir de emendas parlamentares. A maior parte já foi empenhada. O recurso se somará aos investimentos realizados nos últimos meses, que retiraram da fila 544 pessoas, que tiveram as cirurgias realizadas.

A expectativa do secretário Ramon Schwengber é de contar com os valores nos próximos dias. “Com este recurso vamos realizar as novas cirurgias eletivas e diminuir a fila de espera,” destaca.

Atualmente, cerca de 900 pessoas ainda aguardam por procedimentos cirúrgicos, já que ao mesmo tempo em que são realizadas cirurgias, novos pacientes ingressam na fila. O investimento total no período foi de R$ 1.420.085,86. Em média foram realizados 50 procedimentos por mês, que ao longo do ano passado tiveram incremento financeiro de emenda parlamento do deputado Sérgio Moraes (PTB).

Na apresentação dos números, nesta segunda-feira, 18, o pré-candidato Marcelo Moraes (PTB) acompanhou os relatórios, apresentados pelo secretário municipal da Saúde. No evento também houve depoimento de cidadãos que tiveram as cirurgias realizadas este ano, após dois anos na fila.

RECADASTRAMENTO
A secretaria municipal da Saúde inicia a partir desta quarta-feira, 20, até o dia 19 de julho, período de  recadastramento das cirurgias eletivas. O objetivo é de garantir o registro, com geração de protocolo e acompanhamento da fila. Além disso, será feita a divulgação da lista de espera no portal da Prefeitura.
“Queremos organizar a fila, ver a sua real demanda e garantir transparência aos processos. Por isso estamos convocando as pessoas que estão aguardando algum procedimento para fazer um recadastro e se enquadrar no novo fluxograma da secretaria,” explica Schwengber.

Já o prefeito Giovane Wickert (PSB) lembrou que a nova metodologia de gerenciamento da saúde, foi construída pelos servidores de carreira. “Tudo foi criado pela nossa gente, ouvindo as experiências daqui, do nosso corpo técnico. Aliado a isso, sabemos que investir nas pessoas dá retorno.”

O novo processo envolve desde o pedido por cirurgia, até a realização de exames pré-operatórios. A projeção atual da secretaria é de que outras 900 pessoas aguardam na fila por um procedimento. A maior parcela envolve cirurgias gerais. Os procedimentos são realizados no Hospital São Sebastião Mártir (HSSM). A pasta municipal aguarda outros R$ 800 mil, por meio de emendas, para o custeio dos procedimentos cirúrgicos.