Missão na Coreia do Sul conhece nesta quarta alternativas para resíduos sólidos

Guilherme Siebeneichler
agosto23/ 2017

A passagem do prefeito Giovane Wickert (PSB) pela Coreia do Sul terá agenda voltada para alternativas no gerenciamento dos resíduos sólidos. Esse é um dos focos da missão política e de negócios, iniciada ainda na semana passada. No cronograma de compromissos está visitação a empresa Forcebel, que produz usinas de reciclagem, e já possui unidades instaladas no Brasil.

Wickert, que lidera o Consórcio Intermunicipal de Serviços do Vale do Rio Pardo (Cisvale), espera garantir alternativas para o recolhimento de lixo na região. “A Coreia é referência nas ações ecológicas e queremos trazer novas alternativas para a nossa região. O Cisvale já busca caminhos para fomentar o recolhimento de lixo.”
Além disso, os três últimos dias da missão também serão de visitas a empresas que atuam na iluminação pública, energia solar e tratamento de água. Os membros passarão pelas indústrias LMH Led, Doosanheavy e Shinsungeng.

PRIMEIROS DIAS
O primeiro dia de agenda oficial do grupo que compõe a “Missão Coreia” foi de encontros com políticos em agendas na Prefeitura e no Parlamento Coreano. A primeira pauta nesta segunda-feira, 21, foi na Prefeitura de Seoul, Capital da Coreia do Sul, onde Giovane Wickert e os demais integrantes foram recebidos pelo embaixador Chang Beom Kim e pelo Diretor de Relações Internacionais Kiyhun Kim.

No segundo encontro, a comitiva foi até o Parlamento de Seoul onde foi recebida por congressistas e pelo Deputado Federal AnMin Seok que se colocou a disposição para ser um facilitador da missão. “Ele já esteve no Brasil há mais de 15 anos. Hoje é um dos deputados mais influentes junto ao novo presidente da República”, destacou Wickert. A agenda seguiu com um encontro com o empresário Ki-Seong Jang que apresentou a tecnologia de lâmpadas de LED.
Além de Wickert, faz parte do grupo o empresário venâncio-airense Dieter Knak. O retorno da viagem ocorre no próximo sábado, 26.