• Hoje é: quarta-feira, setembro 18, 2019

Lucro da 15ª Fenachim fortalece próximas edições

Olá Jornal
agosto17/ 2019

A 15ª Festa Nacional do Chimarrão encerra com números históricos e fortalecida. O evento movimentou R$ 1.679.950,75 em receitas e teve R$ 1.591.712,40 em despesas. Com isso, garantiu lucro de R$ 88.238,35. O saldo positivo era um compromisso da comissão organizadora e da entidade que fez a gestão – Associação Festa Nacional do Chimarrão (Afenachim). Se levarmos em consideração os investimentos e obras realizadas no parque, o resultado sobe para R$ 212.188,02. O lucro será mantido com a entidade, para que novas ações e a próxima edição sejam projetadas. Aliado a isso, uma sala no parque foi destinada para manter as atividades do grupo.

A entidade também utilizará parte do valor para quitar impostos devidos por edições passadas. A ideia é de ampliar a atuação da Afenachim, com a proposta da associação ser a gestora do Festival do Churrasco e Chimarrão e outros eventos no parque.

Segundo a presidente da festa, Cleiva Giovanaz Heck, primeira mulher a assumir a liderança do evento, a edição garantiu o seu resultado a partir do envolvimento da comunidade. “A Fenachim promoveu que é a festa da solidariedade. Sem o apoio de voluntários e a participação da nossa comunidade, este evento não teria este resultado.”

A presidente da Afenachim, Luana Pereira, destacou a parceria para realizar a festa. “Muitas pessoas se envolveram para garantir que a 15ª edição saísse do papel, e os resultados positivos são fruto disso.”
Os números financeiros foram apresentados pelo vice-presidente da associação mantenedora. Eduardo Heissler, apresentou as projeções orçamentárias iniciais e a final. Segundo ele, desde o início do evento o objetivo principal foi de equilíbrio financeiro. “Esta foi a meta principal, porque era necessário garantir este resultado para mostrar que a festa pode ser realizada nos próximos anos.”

Já o prefeito Giovane Wickert (PSB) destacou que o evento mantém a sua credibilidade. “Não podemos perder a credibilidade. Popularidade a gente recupera com o tempo, mas a credibilidade, quando perdida é muito difícil retomar.”

O gestor também lembrou do papel da Afenachim, que poderá gerenciar outros eventos na cidade. “A Afenachim está mais profissional, com isso também podemos pensar em novas possibilidades, para manter o grupo na ativa e fomentar novos eventos no parque.”