• Hoje é: quinta-feira, dezembro 5, 2019

Local para implantação do Centro de Bem-estar Animal será divulgado no segundo semestre

Olá Jornal
maio22/ 2018

Os assuntos da causa animal ganham cada vez mais força em Venâncio Aires. Na última segunda-feira, 14, o prefeito Giovane Wickert (PSB) confirmou na Câmara de Vereadores o compromisso para a criação do primeiro Centro de Bem-estar Animal do município. Serão investidos cerca de R$ 200 mil, garantidos por meio de emenda parlamentar do deputado federal João Derly (Rede). O assunto avança no poder público local e no segundo semestre será anunciado o local onde vai ser implantado o espaço de acolhimento dos animais de rua. Já é certo que a unidade será construída no perímetro rural, com o objetivo de evitar perturbação da vizinhança.

O objetivo é melhorar a prestação de atendimento aos cachorros e gatos abandonados. Entretanto, a proposta inicial é de criação de local adequado para recuperação de animais feridos, atendimento adequado e espaço para castração de machos e fêmeas. Entretanto, não funcionará como canil, para evitar o depósito de animais.

Segundo o coordenador da Vigilância Sanitária de Venâncio Aires, Everton Luís Notti, o trabalho está avançado e objetiva melhorar o atendimento de animais de rua. “Projetamos junto com o poder público um local para prestar atendimento veterinário e não alojar os animais. Apesar de contar com canis, nossa proposta é de que os animais retornem ao ambiente em que foram resgatados,” explica.

CHIP EM TODOS
Os animais atendidos no centro serão castrados e terão chips implantados para controle populacional. “Essa é uma medida fundamental para ajudar a controlar a população de animais de rua. Com isso vamos parar de enxugar gelo,” destaca Notti.

PARCERIA
A gestão do local será feita por meio de parceria com entidades ligadas à proteção animal. Objetivando melhorar a aplicação de recursos, o Município projeta a implantação do centro de bem-estar animal em espaço com terreno e área verde, além de edificação. Por isso, estão em avaliação escolas desativadas no interior e prédios públicos desocupados. O projeto envolverá também em local próximo, o centro de recuperação de dependentes químicos. A ideia é envolver pacientes nos cuidados com os animais.